Marcelo lamenta morte de bombeiro e "tenciona" ir ao funeral

Um bombeiro morreu esta quarta-feira vitima de ataque cardíaco enquanto combatia o fogo nas Caldas da Rainha.

PorRui Oliveira Costa
© António Pedro Santos/Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou esta quarta-feira a morte do bombeiro que combatia o fogo nas Caldas da Rainha.

"O Presidente da República apresenta as mais sentidas condolências à Família do Bombeiro Carlos Alberto Ferreira Antunes, hoje falecido ao serviço da comunidade, e à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Concelho de Óbidos a que pertencia", lê-se numa nota publicada na página da Presidência da República.

"O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa tenciona estar presente nas cerimónias fúnebres", anuncia.

Um bombeiro morreu na tarde desta quarta-feira enquanto combatia o fogo nas Caldas da Rainha, vítima de ataque cardíaco.

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, também já lamentou a morte do bombeiro: "Recebi com muita tristeza a notícia da morte do bombeiro Carlos Antunes, Subchefe do Corpo de Bombeiros Voluntários de Óbidos, vítima de doença súbita, durante as operações de combate ao incêndio que deflagrou esta tarde em Landal, Caldas da Rainha, distrito de Leiria."

"Endereço os meus sentidos pêsames à família, aos amigos, ao Corpo de Bombeiros Voluntários de Óbidos e a todos os bombeiros e agentes de proteção civil que combatem os incêndios em Portugal", disse o ministro.

Leia o comunicado na íntegra:

"O Presidente da República apresenta as mais sentidas condolências à Família do Bombeiro Carlos Alberto Ferreira Antunes, hoje falecido ao serviço da comunidade, e à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Concelho de Óbidos a que pertencia.

O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa tenciona estar presente nas cerimónias fúnebres."

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG