Perturbações devido a greve na CP devem começar a sentir-se este domingo à noite

A CP alerta para "perturbações nos serviços" na segunda-feira, 15 de agosto, feriado nacional, apontando para a possibilidade de atrasos e supressões de comboios "por motivo de greve".

PorLusa
© Mário Cruz/Lusa

A greve convocada pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário (SNTSF) na CP - Comboios de Portugal deverá causar perturbações na circulação já a partir deste domingo.

Segundo disse à Lusa o dirigente do SNTSF Abílio Carvalho, a greve deverá causar perturbações na CP no feriado de segunda-feira, "que podem ser sentidas na véspera, domingo à noite, porque há trabalhadores que iniciam os turnos" nessa altura.

A CP - Comboios de Portugal alertou na sexta-feira para "perturbações nos serviços" na segunda-feira, 15 de agosto, feriado nacional, apontando para a possibilidade de atrasos e supressões de comboios "por motivo de greve".

Na nota, publicada no 'site', a CP não refere se estão previstos serviços mínimos.

Ouvido pela TSF, Abílio Carvalho, coordenador do sindicato, deu conta das principais reivindicações para esta greve.

"Tivemos uma proposta de aumento de 0,9 por parte da administração da CP, o que é bastante insuficiente e não se nota para aquilo que tem sido o perder de compra dos trabalhadores ao longo dos anos. Têm vindo a ser anunciados alguns milhões de investimentos para o setor ferroviário e, uma vez mais, os trabalhadores são secundarizados em relação a esses investimentos. Infelizmente, também com uma proposta de negociação de imposição de um acordo por parte da administração da empresa sem direito a negociação", afirma.

Ouça aqui as declarações de Abílio Carvalho à TSF

Your browser doesn’t support HTML5 audio

O dirigente do Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário lamentou a ausência de negociação por parte da administração da CP.

"Intransigência tem existido desde o princípio deste ano, quando foi imposto um acordo da empresa e um acordo para o regulamento de carreiras em que os trabalhadores tinham que aceitar, à partida, este pacote imposto por parte da empresa sem direito a negociação. Nós não podemos concordar com essa situação, nomeadamente a nossa proposta reivindicativa tinha a cabeça a valorização dos salários em 90 euros e para aquilo que tem sido os novos aumentos durante anos é mais do que justa", considera.

Nestas declarações à TSF, Abílio Carvalho deixou ainda um aviso: setembro vai ser marcado por vários protestos.

"Nós já tínhamos decidido, juntamente com os trabalhadores, a continuação da luta para o mês de setembro em relação à greve ao trabalho extraordinário. Mas ainda no mês de setembro estamos a prever outras formas de luta para o setor, até alargando às infraestruturas de Portugal, que nós também não subscrevemos o acordo por parte da administração da IP", acrescenta.

Abílio Carvalho fala em mais formas de "luta" previstas para setembro

Your browser doesn’t support HTML5 audio

A TSF tentou contactar a CP para obter uma reação a esta greve, mas, até ao momento, ainda não houve qualquer resposta.

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário (SNTSF) convocou para este mês um pré-aviso de greve ao trabalho extraordinário, ao trabalho em dia de descanso semanal e ao trabalho em feriado, apontando que os trabalhadores a devem utilizar para "manifestarem o seu descontentamento e a sua exigência pela valorização dos seus salários".

Fonte do SNTSF disse à Lusa que as razões para esta greve são o aumento salarial de 0,9%, que o sindicato considera insuficiente face à inflação registada nos últimos meses, bem como a falta de trabalhadores na empresa.

Segundo Abílio Carvalho, há "quase que uma imposição" por parte da CP em que "os trabalhadores têm de recorrer quase obrigatoriamente ao trabalho extraordinário".

No comunicado divulgado na sexta-feira, a CP esclarece que "aos clientes que já tenham adquirido bilhete para viajar em comboios dos serviços Alfa Pendular, Intercidades, Interregional e Regional, será permitido o reembolso, no valor total do bilhete adquirido, ou a sua revalidação gratuita, para outro comboio da mesma categoria e na mesma classe".

A transportadora acrescenta que poderá ser obtida informação sobre o estado da circulação de comboios através do seu portal, cp.pt, ou através da linha de atendimento 808109110.

* Notícia atualizada às 14h00

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG