Reservas de passageiros nos voos da TAP entre Portugal e Reino Unido "mais do que duplicam" 

Companhia aérea portuguesa vai aumentar o número de voos entre os dois países.

PorLusa
© Carlos Vidigal/Global Imagens

As reservas de passageiros nos voos da TAP entre Portugal e Reino Unido "mais do que duplicaram" desde que Portugal entrou na lista verde de destinos de Inglaterra, adiantou a transportadora em comunicado.

"De 07 a 11 de maio, o volume de reservas para voos da TAP entre os dois países mais do que duplicou, em vendas no site da companhia, face ao mesmo período da semana anterior (30 de abril a 04 de maio) imediatamente anterior à inclusão de Portugal na "green list" [lista verde]", indicou a TAP, salientando que "o crescimento no número de reservas foi de 131%".

"Para dar resposta ao aumento de procura, também potenciado por uma campanha promocional do destino Portugal a que a TAP deu início no mercado inglês, com o 'claim' 'Unlock Portugal', a companhia aérea nacional vai aumentar consideravelmente a sua oferta de voos entre os dois países no próximo mês", indicou a transportadora, na mesma nota.

Assim, "em junho, entre Lisboa e Londres/Heathrow, a TAP aumenta dos atuais 10 voos por semana, para 19 voos semanais", sendo que a transportadora "vai ainda retomar a rota entre a capital portuguesa e o aeroporto londrino de Gatwick, com voos cinco vezes por semana".

Por sua vez, "entre o Porto e Londres Gatwick, a TAP aumenta de quatro para sete o número de voos semanais também já a partir de junho", adiantou a empresa.

A transportadora indicou ainda que hoje "Portugal levanta as restrições impostas à entrada de passageiros em viagens não essenciais, permitindo a entrada de turistas britânicos, mas não só", sendo "mais de 20 os países para onde a TAP opera atualmente e cujos passageiros podem agora viajar em lazer para Portugal".

Nesta lista estão Alemanha, Angola, Bélgica, Cabo Verde, Canadá, Dinamarca, Estados Unidos, Espanha, França, Gana, Guiné-Bissau, Irlanda, Itália, Luxemburgo, México, Moçambique, Polónia, Reino Unido, República Checa, São Tomé, Senegal e Suíça.

"O levantamento das medidas restritivas permite agora a entrada de turistas estrangeiros em Portugal, promovendo o turismo e a economia nacional" adiantou a TAP.

A transportadora recordou que "apenas permanece a limitação a viagens por motivos essenciais para passageiros com origem de países onde a taxa de incidência de covid-19 permaneça igual ou superior a 500 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias" o que deixa "de fora três países para onde a TAP está a operar: Brasil, Holanda e Suécia".

"No total, a TAP está a operar 248 voos semanais para destinos europeus e 31 voos semanais para destinos africanos", sendo que "entre Portugal e o Brasil, a companhia está a operar um total de 26 voos por semana" e na América do Norte 16 ligações semanais.

"Como já anunciado, a TAP está a realizar, na América Central, três voos por semana entre Lisboa-Cancun", recordou, acrescentando que "a oferta da TAP representa em maio 34% e em junho 49% da capacidade, face a iguais períodos de 2019, pré-pandemia".

A transportadora recordou que os "passageiros que cheguem a território nacional por via aérea continuam a ter que apresentar um comprovativo de realização de teste laboratorial RT-PCR à covid-19, com resultado negativo, realizado 72 horas anteriores ao momento do embarque" e que "os passageiros oriundos de países cujas viagens por motivos não essenciais continuam limitadas devem ainda cumprir um período de isolamento profilático de 14 dias".

Por fim, lembrou, "os bilhetes para voos da TAP comprados até 31 de maio, com data de viagem marcada até 31 de dezembro de 2021, beneficiam de uma alteração gratuita".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG