Últimos cartuchos da campanha, falsa ameaça de bomba em Albufeira e outros destaques TSF

Rio faz acusações ao PS, Costa 'chuta' decisão de Governo para o Presidente da República e a Pordata lança dados sobre o sistema eleitoral e os votos dos portugueses.

PorTSF
© Mário Cruz/EPA

No último dia da campanha eleitoral, Rui Rio acusou o PS de ser quem verdadeiramente abre a porta "aos extremos". O líder social-democrata esteve ao lado de Carlos Moedas, Ricardo Baptista Leite, Manuela Ferreira Leite, Santa Lopes e Jorge Moreira da Silva em Lisboa.

Por seu lado, António Costa atira a responsabilidade da formação do novo Governo para Marcelo Rebelo de Sousa. "O Presidente da República é que vai decidir", afirmou.

As eleições são já no domingo e a Pordata lançou dados que demontram que o sistema eleitoral não é adepto de maiorias absolutas e que os portugueses alteram pouco o partido em que votam.

Acompanhe aqui o que falta da campanha:

LEIA AQUI TUDO SOBRE AS LEGISLATIVAS 2022

Sexta-feira é dia de relatório das "linhas vermelhas" da Covid-19 e o desta semana revela que a incidência nas crianças abaixo dos dez anos aumentou 83%. Atualmente, está nos 12.428 casos por 100 mil habitantes.

A tarde também foi marcada por um susto no Algarve. Uma falsa ameaça de bomba obrigou as autoridades a evacuarem um centro comercial em Albufeira. Após as buscas ao edifício, nenhuma bomba foi encontrada e a normalidade foi restabelecida.

No desporto, a judoca Catarina Costa venceu a medalha de ouro no GP de Portugal na categoria -48 kg. Na final do torneio, a portuguesa venceu a a sul-coreana Hyekyeong Lee por 'waza-ari'.

Os profissionais do setor da cultura acusam o ministério de não respeitar a data de pagamento da segunda tranche do financiamento do programa "Garantir Cultura" e garantem que o Governo "está a faltar à verdade".

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG