As histórias e os milagres de Santo António em azulejos espalhados pelo mundo

"Santo António em azul e branco" é o título do livro que acaba de ser publicado e que une a azulejaria portuguesa a Santo António.

Nesta obra estão registados mais de 300 painéis de azulejos, produzidos nos séculos XVII e XVIII. Joaquim Eusébio, o autor, diz que tentou dar a conhecer um património rico e ainda desconhecido de muitos. "Quis dar a conhecer a figura da cultura medieval portuguesa que foi Santo António e, por outro lado, a azulejaria como uma das expressões mais importantes da arte visual portuguesa".

"Santo António a azul e branco" baseia-se na tese de doutoramento de Joaquim Eusébio, realizada em 2016 e distinguida com o prémio SOS Azulejo em 2017.

"Creio que não existia uma visão global deste património espalhado de norte a sul do país, nas ilhas e no Brasil", diz o autor.

Joaquim Eusébio explica que quis perceber "se, do ponto de vista de representação, existia uma diferença entre o Santo António de Lisboa e o Santo António de Pádua. Na verdade, falamos da mesma pessoa, mas o Santo António é representado na arte italiana como Santo António de Pádua e na investigação que desenvolvi percebi que não há diferenças. As representações do Santo António de Lisboa baseavam-se nas representações que vinham do Santo António de Pádua e a divulgação desta imagem veio sobretudo de Itália. Também percebi que a arte serviu para criar a imagem de um Santo António sobretudo milagreiro, que veio sobrepor-se à figura do Santo António grande teólogo e pregador. A imagem apresentada na arte é de quem faz muitos milagres e está pronto para salvar, nos momentos mais difíceis, aqueles que o invocam."

O livro está divido em três grupos: vida, milagres e cenas de devoção. Todos os azulejos registados nesta obra estão documentados.

Joaquim Eusébio é licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, atualmente vive no Canadá. Já reformado decidiu voltar a estudar, escolheu História de Arte, fez um mestrado e um doutoramento. Apaixonou-se pelo estudo da azulejaria que culmina com a publicação deste livro.

O Museu de Lisboa - Santo António e o CEISA - Centro de Estudos e Investigação de Santo António são responsáveis pela publicação desta investigação que une a azulejaria portuguesa a Santo António.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de