Autoridade da Concorrência faz buscas nos hospitais CUF, Luz e Lusíadas

Em causa estarão suspeitas de concertação entre estes três grupos de saúde privados, relacionadas com os acordos com a ADSE.

Em comunicado enviado à TSF, a Autoridade da Concorrência (AdC) confirma a "realização de diligências de busca e apreensão" em oito localizações e nove entidades ligadas ao setor da Saúde na Grande Lisboa, Porto e Algarve.

Em causa, refere a AdC, estão suspeitas de "práticas anticoncorrenciais lesivas da liberdade de escolha do consumidor".

O mesmo comunicado não refere os nomes das entidades, mas a SIC Notícias avançou os nomes CUF, Luz e Lusíadas, alegadamente devido a suspeitas de cartel nos acordos com a ADSE.

Contactada pela TSF, o grupo José de Mello Saúde confirma que recebeu "a visita da Autoridade da Concorrência" e adianta que "está a colaborar e a esclarecer, com total disponibilidade e serenidade, as solicitações desta entidade".

A TSF contactou também os grupos donos Luz Saúde e Lusíadas que, até ao momento, não responderam aos pedidos de informação.

A ADSE tem estado no centro da atenção mediática e política nos últimos meses, devido à intenção de suspender convenções por parte de dois grupos, a José de Mello Saúde (que gere os hospitais CUF) e o Grupo Luz Saúde.

Esta operação está a ser realizada em articulação com as autoridades judiciais, nomeadamente, a Divisão de Investigação Criminal da PSP.

Entretanto, a José de Mello Saúde, que gere os hospitais CUF, confirma que foi alvo de buscas pela AdC, garantindo "total disponibilidade" para responder às solicitações das autoridades.

"Na sequência das notícias veiculadas esta manhã em órgãos de comunicação social, a José de Mello Saúde vem informar que recebeu hoje a visita da Autoridade da Concorrência", disse a empresa, numa nota enviada à Lusa.

Da mesma forma, os Lusíadas também confirmam a presença da Autoridade da Concorrência nas suas instalações. Em comunicado, a unidade hospitalar privada explica que o "processo tem natureza contraordenacional", não revelando mais pormenores.

Notícia atualizada às 15h22

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de