Baixa de IRS, terceira dose, passaportes atrasados e outros destaques da manhã TSF

Estão a aumentar os atrasos para conseguir um passaporte. Só para agendar o pedido de um passaporte urgente, pode ser preciso esperar três semanas.

António Costa é perentório. O primeiro-ministro garante que não está preocupado como resultado do PS nas autárquicas, e que manter-se no cargo de chefe do Governo é independente desse desfecho. "Se condiciono a minha condição de primeiro-ministro ao resultado das autárquicas? Não, não condiciono." Em entrevista ao jornal Expresso, o chefe do Governo afastou ainda qualquer motivo para preocupações por parte do Partido Socialista. "Nestas eleições autárquicas, o único pântano que está à vista é o pântano na direita", declarou, referindo-se a uma direita que diz encontrar-se "fragmentada, sem liderança, sem propostas para o país".

Na mesma entrevista, o primeiro-ministro António Costa admite rever os escalões de IRS, de forma a subir o rendimento da classe média, e pretende um aumento "significativo" do abono de família no próximo Orçamento de Estado para 2022. António Costa explica que o Governo está a trabalhar nas alterações aos abonos de família e IRS "numa prioridade clara que é o combate à pobreza infantil". Sobre a mexida no IRS, com a criação de mais escalões de forma a aumentar o rendimento da classe média, o governante apontou que essa medida "está inscrita no programa do Governo".

Terceira dose da vacina? O secretário de Estado Adjunto e da Saúde admitiu que ainda "não há um consenso nem a nível nacional, nem a nível internacional", que permita a Portugal avançar para a terceira dose da vacina contra a Covid-19. António Lacerda Sales afirma, portanto, que é necessário aguardar, para que, "no devido tempo", surja uma decisão da Direção-Geral da Saúde.

Noutro plano, a pensar no próximo inverno, o Governo vai adquirir este ano mais 146 mil doses da vacina da gripe. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado da Saúde, António de Lacerda Sales, em entrevista à TVI. Trata-se de um incremento de 7% em relação ao passado ano. "Nesta época, 2021/2022, vamos fazer um reforço de 7%, mais 146 mil doses, para podermos estar preparados para esta situação", precisou o governante.

Será o fim das máscaras? O PSD, pela voz de Ricardo Baptista Leite, apela ao Governo para convocar uma reunião do Infarmed para avaliar o eventual prolongamento do uso de máscaras ao ar livre. A decisão está nas mãos do Parlamento e o PSD considera que é necessário ouvir os técnicos sobre este tema. "Acreditamos que uma reunião do Infarmed seria a melhor forma de podermos ter uma visão dos especialistas que têm acompanhado e aconselhado a Direção-Geral da Saúde e a própria Assembleia da República ao longo desta pandemia", sustenta Ricardo Baptista Leite.

Há dez anos que não se via nada assim. Os agricultores entre Abrantes e Constância afirmam que o caudal do rio Tejo está em níveis muito baixos, afetando muitos produtores. Em declarações à TSF, Luís Damas, presidente da Associação de Agricultores de Abrantes, Constância, Sardoal e Mação, fala numa situação "dramática", e que se tem agravado cada vez mais. "Há um mês e meio que andam sem água no Tejo", precisa, falando num caudal que se reflete em níveis de 40%, em Alcântara.

Estão a aumentar os atrasos para conseguir um passaporte. Só para agendar o pedido de um passaporte urgente, pode ser preciso esperar três semanas. O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras admite que esgotou a capacidade de resposta. Há cerca de um mês, o SEF avisou que as lojas nos aeroportos de Lisboa e do Porto só emitem passaportes urgentes e com marcação prévia, mas os pedidos têm sido tantos que, em média, a marcação demora três semanas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de