BE quer ouvir médicos demissionários do Centro Hospitalar de Setúbal

O partido recorda que este Centro Hospitalar trata vários milhares de doentes com patologias graves e complexas.

O Bloco de Esquerda requer a "audição, com caráter de urgência, dos vários profissionais demissionários do Centro Hospital de Setúbal". A reação do partido surge depois da demissão de 87 médicos dos cargos que tinham no hospital de Setúbal.

Em comunicado, o Bloco de Esquerda sublinha que, há vários anos, "vem lembrando a urgente necessidade de investimento no Centro Hospitalar de Setúbal, quer ao nível do reforço de profissionais, quer ao nível da necessidade de intervenções urgentes do ponto de vista infraestrutural das unidades que o compõe", e lembra que "em maio de 2021, através de um projeto de resolução aprovado com a abstenção do PS e IL" alertou "para os mesmos problemas que motivam agora estas demissões".

O partido recorda que "este Centro Hospitalar trata vários milhares de doentes com patologias graves e complexas, como é o caso de doentes oncológicos, imunodeficientes, com patologia degenerativa de órgãos e sistemas, hepatites crónicas, entre outros" e que "problemas têm colocado em causa o bom funcionamento desta unidade de referência no distrito de Setúbal, problemas esses que são agora tornados públicos com estas demissões".

"Para o Bloco de Esquerda, parece óbvio que, apesar desta tentativa de remedeio do Governo, este Centro Hospitalar, não pode continuar à espera e a depender apenas de anúncios, projetos sem visão para o futuro ou financiamentos desprovidos de propostas concretas. É necessário dar uma resposta efetiva aos graves problemas da instituição no seu todo, evitando assim demissões idênticas aquela que foram hoje conhecidas", pode ler-se no comunicado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de