Beja e Faro passam para alerta laranja de risco de incêndio

Santarém e Setúbal, que já estão neste nível, vão manter-se no mesmo.

Os distritos de Beja e Faro vão passar de alerta vermelho para laranja, devido ao risco de incêndios rurais, e Braga, Porto, Viana do Castelo e Aveiro passam para azul, de risco moderado.

O anúncio foi feito esta terça-feira pelo comandante nacional de Emergência e Proteção Civil, André Fernandes, em conferência de imprensa na sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil em Carnaxide, Oeiras.

Os distritos de Faro e Beja, que estiveram entre segunda-feira e hoje em alerta vermelho, o mais elevado, do estado de alerta especial para o dispositivo de combate a incêndios rurais, vão agora passar para alerta laranja.

Nesse nível vão também manter-se os distritos de Santarém e Setúbal, enquanto Braga, Porto, Viana do Castelo e Aveiro passam para alerta azul, o segundo de cinco níveis de alerta, com os restantes distritos do país em alerta amarelo.

Segundo André Fernandes, que falava aos jornalistas após uma reunião com membros de várias áreas governativas para avaliar as condições meteorológicas e o risco de incêndio, os reforços operacionais vão manter-se nos distritos em alerta laranja e nos distritos do interior das regiões Norte e Centro.

O comandante nacional fez também um balanço dos incêndios em Portugal, dando conta de um total de 81 ocorrências registadas na segunda-feira e quatro ocorrências significativas ativas às 18h00 desta terça.

Os quatro incêndios, em Guarda, Porto, Vila Real e Viseu, mobilizam 399 operacionais, 14 meios aéreos e 92 meios terrestres.

Entretanto, os incêndios em Penacova e Silves já estão dominados, mas André Fernandes disse que continuam a merecer a preocupação das autoridades.

Na sequência do incêndio em Sines, distrito de Faro, que deflagrou ao início da tarde de segunda-feira, o comandante nacional confirmou que foi afetada uma casa de primeira habitação e que 82 pessoas foram evacuadas para duas zonas de concentração de apoio à população, estando já a regressar às suas habitações.

Já foi também restabelecido o trânsito de todas as estradas afetadas pelos dois incêndios, nomeadamente a A2 e o IC1 na zona de Silves e na N2 em Penacova.

No início da conferência de imprensa, em que a secretária de Estado da Proteção Civil anunciou a decisão de não regressar à situação de alerta, Patrícia Gaspar aproveitar para deixar um agradecimento aos operacionais que estiveram no terreno a combater esses fogos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de