Bombeiros alertam que equipamentos para resposta à Covid-19 poderão ser insuficientes

O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses avisa que, se o surto se agravar, os kits de proteção disponíveis não serão suficientes para dar resposta a todas as necessidades.

Em declarações à TSF, o presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Jaime Marta Soares, afirma que, até ao momento, os bombeiros têm tido garantidos os equipamentos necessários para a resposta à Covid-19, mas que a quantidade disponível não chegará para atender a todas as necessidades se passar a haver dezenas e centenas de pedidos de transporte aos bombeiros.

"O kit tem de estar completo: desde as luvas, as botas, os óculos,... Não há a quantidade que pode vir a ser necessária se houver um surto epidémico (...) para garantir os chamamentos, que podem ir das dezenas às centenas. Essa é uma preocupação que está em cima da mesa", indicou.

A formação dos bombeiros para responder ao surto do novo coronavírus vai ser reforçada a partir da próxima sexta-feira. O anúncio foi feito, esta terça-feira, pela diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

Jaime Marta Soares explica que a responsabilidade acarretada pelos bombeiros, durante o transporte de um suspeito de estar infetado pelo novo coronavírus, é de grande dimensão, pelo que é importante este reforço da formação. Segundo o presidente da Liga, os bombeiros prestam não só apoio técnico mas também psicológico aos doentes transportados.

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.200 mortos.

Portugal regista 41 casos confirmados de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). A DGS comunicou também que em Portugal se atingiu um total de 375 casos suspeitos desde o início da epidemia, 83 dos quais ainda a aguardar resultados laboratoriais. Segundo a DGS, há ainda 667 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

LEIA AQUI TUDO SOBRE O SURTO DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de