Câmara de Vila Viçosa adquire mil testes após surto no concelho

Autarquia indicou que a aquisição destes testes, se destina a testar, "gratuitamente" os trabalhadores da autarquia e a população do concelho.

A Câmara de Vila Viçosa, no distrito de Évora, decidiu adquirir mil testes de rastreio à Covid-19, por existir um surto no concelho, relacionado com valências da Misericórdia local, revelou o município esta quarta-feira.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a autarquia indicou que a aquisição destes testes, se destina a testar, "gratuitamente" os trabalhadores da autarquia e a população do concelho.

O município explicou que continua "a acompanhar de perto a evolução da situação epidemiológica" no concelho, tendo disponibilizado meios humanos e materiais, em parceria com outras entidades, para dotar o antigo Centro de Saúde com equipamentos e condições de acolhimento à população, no âmbito do combate à pandemia.

Segundo fonte hospitalar, o número de idosos infetados com Covid-19 internados no hospital de Évora relacionados com o surto em valências da Santa Casa da Misericórdia de Vila Viçosa (Évora) subiu de cinco para seis.

A fonte do Hospital do Espírito Santo de Évora indicou esta quarta-feira à agência Lusa que, na terça-feira à noite, foi internado mais um homem naquela unidade hospitalar relacionado com este surto.

Segundo a mesma fonte, estão internados no hospital de Évora, em "enfermaria Covid", ligados ao surto de Vila Viçosa, quatro mulheres e dois homens, com idades entre os 86 e os 90 anos.

O executivo municipal, que reuniu esta quarta-feira, extraordinariamente, para analisar a situação epidemiológica no concelho, avaliou os horários de funcionamento dos estabelecimentos de comércio, serviços e restauração, que após parecer a emitir pela Autoridade de Saúde e pela GNR, poderão ser objeto de alteração, designadamente os horários de encerramento.

Segundo o município, reuniu na terça-feira a Comissão Municipal de Proteção Civil que procedeu à validação do espaço de acolhimento municipal Covid -19, criado no antigo Centro de Saúde de Vila Viçosa, onde "estão criadas as condições para se efetuar o alojamento de doentes", procurando "isolar os casos positivos e mitigar os efeitos desta crise sanitária".

No comunicado, a autarquia acrescentou que "se mantém a preocupação da Câmara Municipal relativamente à evolução da situação atual", registando-se, tendo em conta a mais recente informação prestada ao município, através da Saúde Pública, 62 casos de Covid-19, no concelho, dos quais três estão recuperados, havendo 59 casos ativos.

A autarquia não indicou quais são os casos referentes ao surto. Contactada esta quarta-feira pela Lusa, a Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo indicou que, de acordo com a atualização de dados de hoje de manhã, da Autoridade de Saúde Pública, há um total de 53 pessoas infetadas com Covid-19 referentes a este surto.

Desde total, segundo a ARS do Alentejo, estão incluídos 29 utentes de unidades da Santa Casa da Misericórdia de Vila Viçosa, nove funcionários da instituição e 15 pessoas da comunidade.

Segundo o provedor da Santa Casa da Misericórdia, Jorge Rosa, a primeira pessoa que testou positivo à doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 foi uma funcionária do Centro de Dia de Bencatel, que, após confirmação, deu origem aos testes realizados no dia 14 deste mês.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 40,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2229 pessoas dos 106 271 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de