CAP pede medidas específicas para os agricultores

O setor está a ser afetado pela crise económica provocada pelo novo coronavírus.

A Confederação dos Agricultores Portugueses (CAP) pede medidas particulares para a agricultura, em tempo de crise provocada pela pandemia da Covid-19.

Depois de uma reunião com o Presidente da República, o representante do setor, Eduardo Oliveira e Sousa, garante que as medidas apresentadas pelo Governo vão ter pouco efeito na agricultura. "A questão do lay-off, por exemplo, vai-se aplicar muito pouco. Sobre a agricultura são necessárias medidas muito específicas", indica.

A CAP espera que o Governo antecipe as ajudas comunitárias, e o pedido já foi feito pela confederação. "Pedimos a antecipação do período das ajudas. Parece que o assunto está a ser devidamente equacionado", assegura Oliveira e Sousa.

O representante da confederação refere que é necessário que o Estado português antecipe o pagamento e, posteriormente, "ser o próprio Estado a ser ressarcido do valor pela União Europeia".

Eduardo Oliveira e Sousa garante que política agrícola comum é um instrumento indispensável para os agricultores.

Outras Notícias

Patrocinado

Apoio de

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de