Carga fiscal? "É preciso aliviar, mas também para as famílias. Não pode ser só para empresas"

Mário Mourão, secretário-geral da UGT, é o convidado desta semana do Em Alta Voz, a entrevista da TSF e do DN.

Mário Mourão, secretário-geral da UGT, é o convidado desta semana do Em Alta Voz, a entrevista da TSF e do DN.

A UGT concorda com a aplicação de um imposto sobre os lucros extraordinários e quer discutir com os patrões, mas não vai à concertação social discutir sem lembrar o lado dos trabalhadores.

Em entrevista à TSF e ao DN, o secretário-geral da UGT, Mário Mourão, reconheceu que é preciso aliviar a carga fiscal das empresas - em concordância com António Saraiva, líder da CIP -, mas defendeu que também as famílias merecem essa redução.

"Estou nesse esforço com o engenheiro António Saraiva, queremos que as empresas também respondam à função e objetivos que têm na sociedade e economia. Mas também têm de pensar que há uma outra componente em que não pagam muito e não estão sobrecarregados: a dos salários dos trabalhadores".

LEIA AQUI NA ÍNTEGRA A ENTREVISTA COM MÁRIO MOURÃO

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de