Área Metropolitana de Lisboa garante que carreiras com mais procura estão a funcionar a 100%

AML diz que há várias carreiras com horários equivalentes ao período anterior à pandemia.

Em resposta ao presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, que ameaça impedir entrada no concelho de autocarros de provenientes de Sintra e Oeiras, a Área Metropolitana de Lisboa (AML) diz que a situação está resolvida.

Em declarações à TSF, o primeiro-secretário da AML, Carlos Humberto, garante que as principais carreiras estão esta quarta-feira a funcionar a 100%.

"A principal empresa que faz as carreiras intermunicipais, por exemplo Sintra - Cascais, está nessas carreiras a 100%. Foi o esforço que fizemos nas carreiras com mais procura", assegura.

Outro exemplo concreto: "as carreiras 455 e 456 de Rio de Mouro para Cascais e Estoril, que tinham algumas reclamações, estão praticamente a horários equivalentes aos anteriores à pandemia".

Além disso, acrescenta, foram mobilizadas para estes percursos viaturas maiores para permitir o distanciamento social.

Esta quarta -feira, Carlos Carreiras admitiu obrigar os passageiros provenientes da AML a trocar para autocarros de Cascais na entrada para o concelho e a medir a temperatura antes de prosseguir viagem.

Num artigo que opinião no jornal i, o presidente da Câmara de Cascais escreveu que se a AML não colocar carreiras a 100% até ao final desta semana tomará "medidas drásticas" já na segunda-feira.

"Para poupar 150 milhões de euros a AML está a pôr em causa a saúde pública", condenou, em declarações à TSF. "Por falha do Estado", os trabalhadores correm o risco de ficar infetados com novo coronavírus ou, encontrando-se assintomáticos, de infetar outros.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de