Casamentos e batizados com 25% de lotação nos concelhos de maior risco

Em causa estão maioritariamente concelhos da Área Metropolitana de Lisboa, mas não só: Albufeira, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Constância, Lisboa, Loulé, Loures, Mafra, Mira, Moita, Odivelas, Oeiras, Olhão, Seixal, Sesimbra, Sintra e Sobral de Monte Agraço.

Os casamentos e batizados nos concelhos de maior risco face à pandemia de covid-19 ficam limitados a uma lotação de 25% dos recintos onde ocorram, determinou esta quinta-feira o Governo, que também proibiu aulas de grupo nos ginásios desses municípios.

De acordo com o anunciado hoje pela ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, na conferência de imprensa do Conselho de Ministros de hoje, nos 19 concelhos assinalados a vermelho no mapa de risco do território continental os casamentos e batizados ficam obrigados a uma lotação máxima de 25%.

No início do mês o Governo tinha tornado obrigatória a realização de testes de diagnóstico para a covid-19 para aceder a eventos culturais, desportivos, mas também familiares, como casamentos e batizados, uma vez que as festas familiares foram identificadas como fonte de surtos da infeção.

Os ginásios ficam também proibidos de disponibilizarem aulas de grupo, estando apenas autorizada nestes concelhos a prática de modalidades desportivas consideradas de baixo e médio risco.

A vermelho no mapa de risco estão assinalados todos os concelhos que apresentam uma incidência de 2x240 casos por 100 mil habitantes.

Em causa estão maioritariamente concelhos da Área Metropolitana de Lisboa, mas não só: Albufeira, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Constância, Lisboa, Loulé, Loures, Mafra, Mira, Moita, Odivelas, Oeiras, Olhão, Seixal, Sesimbra, Sintra e Sobral de Monte Agraço.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 3.949.567 mortos no mundo, resultantes de mais de 182,1 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.101 pessoas e foram confirmados 882.006 casos de infeção, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de