Médico da B SAD e do Garcia de Orta infetado com Ómicron coloca 56 pessoas em isolamento

A TSF apurou que há 56 pessoas em isolamento devido a este caso da nova variante. Urgência pediátrica e consulta externa encerradas durante 14 dias.

Os serviços de urgência pediátrica e consulta externa de pediatria do Hospital Garcia de Orta, em Almada, encerram a partir de hoje e por um período de 14 dias na sequência de um caso de Covid-19 da variante Ómicron.

Segundo o Hospital Garcia de Orta (HGO), os dois serviços encerram temporariamente a partir das 22:00 devido a um caso confirmado de Covid-19, num profissional de saúde, em funções no hospital e ligado ao surto já conhecido da variante Ómicron em Portugal.

A TSF apurou que, até ao momento, o único caso positivo foi o que deu origem a este alerta. Trata-se de um médico pediatra que preste serviço na B SAD, mas que faz serviços na unidade hospitalar de Almada.

No total, o caso obrigou ao isolamento de 28 profissionais de saúde e de 28 crianças que estiveram na ala pediátrica. O número pode aumentar, uma vez que as autoridades estão a fazer contactos.

Em declarações à TSF, o presidente do Conselho de Administração do Hospital Garcia de Orta explica que o médico infetado "estava a fazer o seu estágio", tendo estado na urgência durante "dois dias".

A última vez que o profissional de saúde esteve na urgência pediátrica foi no dia 25 de novembro.

O hospital aplicou a medida de isolamento profilático imediato a todos os contactos de risco identificados, cumprindo assim as orientações da autoridade de saúde.

Todas as 56 pessoas que tiveram o contacto de risco vão permanecer em isolamento profilático durante 14 dias.

*Com Lusa

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de