Casos diários disparam, "fenómeno de ventos extremos" em Salvaterra de Magos e outros destaques TSF

Em véspera de Natal, os mais 12.943 novos casos de Covid-19 foram o principal destaque do dia. Em Salvaterra de Magos, ventos fortes provocaram quedas de árvores e danos em automóveis.

Portugal registou esta sexta-feira o maior número de novos casos em 24 horas desde o dia 29 de janeiro. No relatório diário da DGS contam-se mais 12.943 pessoas infetadas e 11 mortes. A variante Ómicron já é a dominante em Portugal, segundo o relatório das autoridades de saúde.

Salvaterra de Magos, no distrito de Santarém, sofreu ventos fortes que causaram quedas de árvores e danos em viaturas esta sexta-feira. A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção denomina o caso de "fenómeno de ventos extremos".

Está quase a fazer um ano que começou o processo de vacinação contra a Covid-19 em Portugal. A TSF falou com António Sarmento, diretor de infecciologia do Hospital de S. João e primeiro vacinado contra a Covid em Portugal.

Milhares de pessoas vão passar a véspera de Natal sozinhas. A Covid-19 obrigou a que, segundo a DGS, 91.947 pessoas estejam solitárias na tradicional ceia natalícia, por estarem em isolamento. A TSF falou com alguns desses casos.

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu que este era o momento certo para a substituição do almirante Mendes Calado pelo vice-almirante Henrique Gouveia e Melo no cargo de Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas.

Ainda sobre a alteração na Armada, o Presidente da República considerou que o almirante Mendes Calado "quis, como militar, marcar a posição de que não foi ele que por qualquer tipo de divergência ou animosidade tomou a iniciativa do afastamento".

Marcelo Rebelo de Sousa falou ainda sobre o estado de saúde após a intervenção cirúrgica a que foi sujeito. O Presidente da República diz que exagerou nos compromissos durante o período de recuperação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de