Cavaleiro João Moura detido por maus-tratos a animais

Foram apreendidos 18 galgos do antigo cavaleiro tauromáquico.

O antigo cavaleiro tauromáquico João Moura foi detido, esta quarta-feira por volta das 8h00, na herdade que tem em Monforte, no Alentejo, por ser suspeito de maus-tratos a animais de companhia. As buscas foram ordenadas pelo Ministério Público.

João Moura foi presente, esta tarde, a um juiz em Portalegre e saiu com termo de identidade e residência. Entre os animais que estavam na propriedade foram apreendidos 18 galgos que estavam sinalizados como alvos dos maus-tratos. Os restantes ficaram no local.

Os galgos apreendidos foram entregues à Câmara Municipal de Monforte.

Recorde-se que João Moura, considerado um dos maiores criadores de galgos do país, participa regularmente em corridas. Ao que a TSF apurou, o antigo cavaleiro foi alvo de uma denúncia anónima e a investigação está a cargo do SEPNA, o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da GNR.

O crime de maus-tratos a animais de companhia é punido com pena de prisão até dois anos ou 240 dias de multa.

Outras Notícias

Patrocinado

Apoio de

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de