CDS exige ao Governo reabertura de fronteiras e respostas para os problemas de saúde mental

Cecília Anacoreta Correia salienta também que é preciso reforçar a testagem nas idades cuja incidência mais tem crescido.

Depois da reunião de atualização da situação epidemiológica da Covid-19 em Portugal, o CDS exige ao Governo a reabertura de fronteiras.

"Urge garantir a abertura de fronteiras, designadamente entre Portugal e Espanha, e isso pressupõe planeamento e implementação de medidas nas fronteiras face às quais o governo também nada nos tem dito nestas sucessivas reuniões", sustenta a porta-voz do partido.

Cecília Anacoreta Correia salienta também que é preciso reforçar a testagem nas idades cuja incidência mais tem crescido: "O CDS volta a insistir com o Governo para que reforce a testagem entre os 10 e os 19 anos de idade, faixa etária onde a doença progrediu 60% desde a última reunião".

O CDS insiste também "para que o Governo reveja os critérios de vacinação, designadamente quanto à exclusão dos maiores de 80 anos já infetados há mais de seis meses desta fase de vacinação".

"Não lhes estando garantida a imunidade, não se compreende a razão de ser da não inclusão dos maiores de 80 anos nestas condições desde já no plano de vacinação", sustenta.

Os centristas referem ainda a falta de respostas públicas "para o agravamento dos problemas de saúde mental dos portugueses que tem vindo a ser reiteradamente referido nas reuniões do Infarmed".

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de