Censos 2021 mostram que um terço dos agregados tem duas pessoas e um quarto tem uma

O Instituto Nacional de Estatísticas regista uma diminuição geral da dimensão dos agregados na última década.

Um terço dos agregados domésticos em Portugal tem duas pessoas, enquanto um quarto são pessoas que vivem sozinhas, divulgou esta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE), que regista uma diminuição geral da dimensão de agregados na última década.

Em 2021, existem 4.149.668 agregados domésticos privados e 5.476 agregados institucionais.

Os números constam dos resultados provisórios do Censos2021, cuja segunda fase de divulgação começou esta quinta-feira.

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de