Centro Hospitalar Lisboa Norte reforça capacidade de internamento para doentes Covid

Atualização do plano de contingência tem em consideração a pressão assistencial na região Norte do país.

O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN) vai reforçar de imediato a capacidade de internamento para doentes Covid com mais 40 camas, passando de 80 para 120 vagas.

Num comunicado divulgado esta sexta-feira à tarde é ainda revelado que a atualização do plano de contingência tem em consideração a pressão assistencial na região Norte do país, tendo já 19 vagas reservadas para doentes transferidos dessa zona, nove camas para doentes já transferidos do Centro Hospitalar Tâmega e Sousa e dez vagas do Centro Hospitalar Médio Ave para doentes a transferir nos próximos dias. O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte acrescenta que tem ainda capacidade para criar mais 200 camas de enfermaria.

Esta unidade de saúde afirma que mantém toda a atividade, desde consultas a exames. Só as cirurgias programadas poderão sofrer alterações em função da evolução da pandemia.

"O CHULN sublinha que, em simultâneo com a necessidade de aumentar a resposta aos doentes com Covid, vai manter a atividade não Covid. Mantém-se toda a atividade de consultas externas, hospitais de dia, cirurgia de ambulatório e meios complementares de diagnóstico e terapêutica", pode ler-se no comunicado.

O Centro Hospitalar Lisboa Norte integra o Hospital Pulido Valente e o Hospital Santa Maria.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de