Marcelo diz que cerca sanitária em Odemira vai ser levantada

Marcelo Rebelo de Sousa adiantou que a informação foi-lhe transmitida pelo primeiro-ministro.

O Presidente da República anunciou, esta terça-feira, que a cerca sanitária em Odemira vai ser levantada de imediato. Marcelo Rebelo de Sousa referiu que foram feitos dois acordos: um para resolver o problema do alojamento de trabalhadores temporários de imediato e outro, com a autarquia, para converter a situação temporária para uma situação mais definitiva no futuro, nomeadamente com fundos europeus.

"Também fui informado pelo primeiro-ministro de que, assim sendo, seria levantada a cerca sanitária de imediato, hoje mesmo. O que significa que acabou por fazer caminho uma solução de que se falou há uns dias, que era uma situação que permitisse ultrapassar, por um lado, as questões jurídicas e, por outro lado, as questões pessoais e sociais", explicou Marcelo Rebelo de Sousa.

As freguesias de Longueira-Almograve e São Teotónio, em Odemira, estavam com cerca sanitária, desde 30 de abril, por causa da elevada incidência de Covid-19, sobretudo devido aos casos entre trabalhadores do setor agrícola, muitos deles imigrantes.

Na quinta-feira, em Conselho de Ministros, o Governo decidiu manter a cerca sanitária, mas com "condições específicas de acesso ao trabalho".

A entrada ou saída das freguesias para o "exercício de atividades profissionais" e para o "apoio a idosos, incapacitados ou dependentes e por razões de saúde ou por razões humanitárias" dependia da apresentação de comprovativo de teste PCR negativo realizado nas 72 horas anteriores ou teste rápido antigénio negativo realizado nas 24 horas anteriores.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de