Manuel Pinho detido, audição de Rendeiro novamente adiada e outros destaques TSF

Entre os destaques da Manhã TSF pode ainda ler as declarações de Pedro Nuno Santos à TSF sobre o maior concurso da história da CP e a TAP, as quotas de pescas para 2022, as últimas novidades sobre a detenção de João Rendeiro e os apoios aos pais que vão ficar em casa durante a semana de contenção, em janeiro. Pode também ouvir a emissão especial da TSF, em Lamego, a propósito dos 20 anos do Alto Douro Vinhateiro como Património da Humanidade pela UNESCO.

Entre os assuntos que marcaram a manhã da TSF está a detenção de Manuel Pinho após interrogatório em tribunal no âmbito do caso EDP. Em declarações aos jornalistas, o advogado que representa o ex-ministro da Economia lamentou a situação e fala num "grave abuso de poder". A mulher de Manuel Pinho também foi detida.

A audição de João Rendeiro foi novamente adiada, depois de a defesa ter pedido mais tempo para apresentar o requerimento de libertação sob fiança. O ex-banqueiro reafirmou, perante os jornalistas, que não vai mesmo regressar a Portugal. Esta manhã, a equipa de defesa de Rendeiro pediu a transferência para outra prisão, depois do antigo presidente do BPP ter recebido ameaças de morte.

Pedro Nuno Santos descarta que seja "eleitoralismo" o lançamento do "maior concurso de sempre" lançado pela CP, para aquisição de 117 automotoras elétricas. No Fórum TSF, o ministro das Infraestruturas e da Habitação argumentou que os 117 novos comboios foram anunciados há muito tempo, pelo que esta "não é uma questão de eleitoralismo", mas de "trabalho". Já o coordenador da Fectrans, também em declarações à TSF, espera que este não seja apenas mais um anúncio.

Relativamente à TAP, Pedro Nuno Santos garantiu que Portugal não terá uma "TAPzinha", mas uma TAP com o tamanho conveniente para se manter como a única companhia em Portugal que faz voos intercontinentais, indo recolher passageiros no Brasil, África e EUA, para os redistribuir pela Europa. O ministro das Infraestruturas e da Habitação assegurou ainda, no Fórum TSF, que mantém a expectativa que seja até ao fim do ano dada a luz verde da Comissão Europeia em relação ao plano de reestruturação da companhia aérea.

Na ordem do dia estão as quotas de pesca para 2022. Os ministros com a Pasta das Pescas da União Europeia estiveram reunidos desde ontem, numa maratona para decidir as quotas de pesca para o próximo ano. No caso de Portugal foi possível atenuar alguns dos cortes propostos pela Comissão Europeia, em relação à pescada, ao linguado e a lagostim. À TSF, Pedro Jorge Silva, presidente da Associação de Armadores de Pesca Industrial, considerou que o acordo firmado entre os ministros com a pasta das Pescas da União Europeia é menos lesivo para o setor em Portugal do que o que a proposta inicialmente delineava.

Destaque ainda para os pais que não vão ter cortes no salário quando ficarem em casa, durante a semana de contenção, em janeiro. No entanto, há uma condição. O apoio à família será de 100%, desde que os pais dividam o acompanhamento aos filhos. Em concreto, cada progenitor terá de ficar com os filhos em casa, pelo menos, em dois dias diferentes.

Por último, o despovoamento e a falta de estratégia no Douro só poderá ser resolvido com uma "política de imigração" e "mão de obra integrada". Foi o que defendeu, na Manhã TSF, João Rebelo, professor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e especialista em economia do vinho. A TSF assinalou esta terça-feira os 20 anos da declaração do Alto Douro Vinhateiro como Património Mundial pela UNESCO, numa emissão especial a partir do Teatro Ribeiro Conceição, em Lamego, conduzida por Fernando Alves, com Eduardo Pinto e o cuidado técnico de Joaquim Pedro Rocha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de