Conferência antecipada. Ministro da Saúde do Brasil "finta" protesto de estudantes em Lisboa

Vários estudantes concentraram-se em frente à Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, onde aconteceu a conferência.

O ministro da Saúde do Brasil não faltou à conferência organizada pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa na qual participou para falar sobre a forma como o seu país respondeu à pandemia. O convite a Marcelo Queiroga causou polémica e um grupo de estudantes brasileiros ligados ao Partido dos Trabalhadores do Brasil convocou um protesto à porta da faculdade para contestar a presença do político brasileiro. O objetivo foi em parte frustrado, porque a intervenção do ministro foi antecipada em 15 minutos, o suficiente para fintar os manifestantes.

A organização da iniciativa defendeu que Marcelo Queiroga participaria na conferência enquanto académico e não na pele de governante.

A palestra acontece exclusivamente online e os jornalistas não foram autorizados a entrar na sala da conferência.

Recorde-se que Marcelo Queiroga é um dos políticos, a par de Jair Bolsonaro, que está acusado pela comissão do Senado brasileiro de crimes, falhas e omissões na gestão da pandemia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de