Conselho de Ministros de urgência, demissões no hospital de Braga e outros destaques TSF

Governo garante estar disponível para negociar até quarta-feira, mas não quer "ilusões" em torno do Orçamento do Estado.

O Conselho de Ministros reúne-se esta noite de emergência para discutir os próximos passos no Orçamento do Estado do próximo ano, no dia em que PCP e PEV anunciaram votos contra o documento. O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, garantiu durante a tarde que o Governo nunca tinha "ido tão longe no diálogo" com os comunistas.

O Governo garante estar disponível para negociar até quarta-feira, mas não quer que sejam "ilusões".

E está mesmo disponível para avançar com a suspensão dos prazos da caducidade das convenções coletivas "sem limite de tempo".

O presidente do PS, Carlos César, recorreu ao Facebook para acusar BE e PCP de terem preferido "jogos de poder" e aproveitou para deixar uma questão no ar: "Que mais podiam fazer o governo e o PS?!"

No Minho, uma dezena de chefes de equipa de Urgência do Hospital de Braga demitiu-se em protesto contra a falta de condições de trabalho e o "desinvestimento" no Serviço Nacional de Saúde. Os demissionários são "cerca de metade do total" dos chefes de equipa.

As temperaturas vão descer em Portugal a partir desta quinta-feira. Na prática, "o tempo seco e ameno dos últimos dias" vai dar lugar a chuva.

A Agência Europeia de Medicamentos deu luz verde à terceira dose da vacina da Moderna contra o SARS-CoV-2 a partir dos 18 anos para aumentar os níveis de anticorpos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de