Chuva regressa no domingo e fica até ao Natal. Quatro distritos sob aviso amarelo

A partir da tarde de domingo, haverá alterações na meteorologia "devido à aproximação de uma depressão com expressão em altitude". Na serra da Estrela existe a possibilidade de queda de neve. O IPMA colocou os distritos de Faro, Setúbal, Lisboa e Beja sob aviso amarelo e a Madeira sob aviso laranja.

A semana do Natal vai ter uma alteração do estado do tempo, com a chegada a Portugal Continental de precipitação, que poderá ser acompanhada de trovoada, indicou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com a informação meteorológica, a mudança do estado tempo em Portugal Continental vai acontecer a partir da tarde de domingo "devido à aproximação de uma depressão com expressão em altitude".

"Assim, a próxima semana será, em geral, caracterizada pela ocorrência de precipitação, que poderá ser acompanhada de trovoada. A precipitação será por vezes forte em diversos períodos ao longo da semana, em especial terça-feira, dia 21, havendo neste momento uma probabilidade elevada também para os dias de consoada e de Natal", pode ler-se no texto do IPMA.

Entre os dias 23 e 26 de dezembro "existe a possibilidade de queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela", referiu ainda o documento do IPMA.

O inverno chega mais cedo e o Natal também deve ser cinzento e molhado. "Entre o 24 e o 25 de dezembro, a tendência é para que ocorra precipitação em todo o território", explicou a meteorologista Cristina Simões, em declarações à TSF.

Entre segunda-feira e o dia 26 de dezembro, a temperatura do ar apresentará em geral valores amenos, um a três graus acima dos valores normais para a época do ano, com a temperatura máxima a variar entre 8°C e 18°C e a temperatura mínima a variar entre 6°C e 16 °C.

A exceção será o interior Norte e Centro na segunda-feira, onde deverá variar entre 0 e 8 °C.

Madeira sob aviso laranja e quatro distritos do continente sob aviso amarelo

A Madeira está este domingo sob aviso laranja devido à previsão de chuva e trovoada a partir do final da tarde e quatro distritos do continente estão sob aviso amarelo, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

No continente, os distritos de Faro, Setúbal, Lisboa e Beja estão sob aviso amarelo devido a períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes forte e possivelmente acompanhados de trovoada a partir das 21h00.

A meteorologista Cristina Simões avançou que, ao longo da semana, este cenário irá estender-se a todo o território do continente.

"Temos períodos de chuva ou aguaceiros a partir do final da tarde de domingo, a começar pelas regiões do litoral, depois na segunda-feira e no início da semana já generalizado a todo o território. É um panorama a manter ao longo da semana. Também o vento mais intenso a soprar mais forte no litoral e nas terras altas", afirmou.

Em Faro há ainda a previsão de ondas de sueste que podem atingir os 2,5 metros de altura durante todo o dia.

A costa sul e a região montanhosa do arquipélago da Madeira estão este domingo sob aviso laranja devido à previsão de chuva forte e trovoada a partir do final da tarde.

Na costa sul, o IPMA alerta para a possibilidade de períodos de chuva, por vezes forte, persistente e acompanhada de trovoada, entre as 18h00 e as 06h00 de segunda-feira.

De acordo com o aviso do IPMA, na região montanhosa da Madeira são também esperados períodos de chuva, por vezes forte, persistente e acompanhada de trovoada entre as 18h00 e as 03h00.

Para Porto Santo foi emitido um alerta amarelo devido às mesmas condições atmosféricas, entre as 21:00 e as 06:00 de segunda-feira e a ilha da Madeira está também sob aviso amarelo em diferentes zonas, o que significa que a situação meteorológica representa risco para determinadas atividades.

Na costa norte, além da precipitação, o IPMA alerta para a agitação marítima, com ondas que podem chegar aos quatro metros de altura, tal como na costa sul, onde além da agitação marítima está previsto vento forte, com rajadas até 75 quilómetros por hora.

Nas regiões montanhosas da Madeira o vento forte de sudoeste pode originar rajadas que podem atingir os 95 quilómetros por hora em vários períodos do dia.

* Notícia atualizada no dia 19 de dezembro de 2021 às 09h30

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de