Costa assume "toda a responsabilidade", coração de D. Pedro IV vai para o Brasil e outros destaques TSF

Líder do Governo "segurou" a ministra da Saúde perante as críticas dos deputados na Assembleia da República.

O primeiro-ministro, António Costa, assume "toda a responsabilidade política" por tudo o que acontece no Governo, incluindo a crise na saúde que tem colocado a ministra da Saúde debaixo de fogo. No debate desta tarde, no Parlamento, Costa anunciou também que vai ser aprovado o prolongamento dos cabazes, por três meses, para "um milhão de famílias" e que o estatuto do Serviço Nacional de Saúde deve receber luz ver no início de julho.

A polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal foi também tema de discussão, com o primeiro-ministro a garantir que agiu sempre "adequadamente".

Está autorizada a viagem do coração de D. Pedro IV para o Brasil, onde vai ser uma das atrações das comemorações dos 200 anos de independência do Brasil. A relíquia da cidade do Porto foi avaliada por uma equipa de cinco especialistas e vai ser transportada pela Força Aérea Brasileira.

Há mais um marco no número de casos de Covid-19 em Portugal: o país ultrapassou os cinco milhões de infeções pelo SARS-CoV-2 desde o início da pandemia e a média de contágios diários é de 14.714.

Há mais 13 casos de varíola dos macacos em Portugal: são agora 317.

A TAP não permitiu a realização, esta sexta-feira, de um plenário do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC). A TSF sabe que a decisão é justificada com o argumento de que o plenário poderia causar dano insuportável à empresa e imagem do país enquanto decorre o processo de recuperação da companhia aérea.

O número de crianças e jovens em situação de perigo subiu em 2021 para 43 mil, uma subida de 8,6% face ao ano anterior. Entre as principais ameaças estão a violência doméstica e negligência.

O IVA da eletricidade em Espanha vai baixar pela segunda vez no último ano. O líder do Governo espanhol, o socialista Pedro Sánchez, anunciou que cai para 5%.

De vogal a presidente, Rui Catarino é o novo líder da administração do Teatro Nacional D. Maria II. Substitui Cláudia Belchior, que sai por sentir que "foram completados" os objetivos a que se propôs.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de