Costa avisa que "resultados são ainda insuficientes" e é preciso continuar esforço

Primeiro-ministro recorreu aos números para explicar que, não obstante de continuarem a crescer o número de casos, "há uma desaceleração do ritmo de crescimento".

O primeiro-ministro, António Costa, avisou este sábado que os resultados do combate à Covid-19 e a desaceleração do ritmo de crescimento de novos casos "são ainda insuficientes" e é preciso continuar o esforço para conseguir alcançar o objetivo pretendido.

Numa conferência de imprensa no Palácio da Ajuda, em Lisboa, para anunciar as medidas decididas pelo Conselho de Ministros de combate à Covid-19 no âmbito do decreto presidencial que prorroga por mais 15 dias o estado de emergência em Portugal, António Costa recorreu aos números para explicar que, não obstante de continuarem a crescer o número de casos, "há uma desaceleração do ritmo de crescimento".

"Contudo, estes resultados são ainda insuficientes. Temos muito ainda que nos esforçar para podermos alcançar o resultado pretendido", advertiu.

De outro modo, de acordo com o primeiro-ministro, continuará a haver "um número de novos casos muito elevado, o que é uma ameaça para saúde de todos, para o funcionamento do SNS e é um desafio muito duro para todos os profissionais de saúde que estão a dar o seu melhor para curarem os doentes que já se encontram infetados".

"Temos de persistir com a mesma determinação como vimos fazendo", apelou.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de