O sonho e o pesadelo de Cotrim Figueiredo, Metsola eleita presidente do PE e outros destaques TSF

Presidente da Iniciativa Liberal defende que o "SNS tem de mudar drasticamente" e sugere apostar num subsistema que gere o que as pessoas descontam e que apresenta uma lista a que as pessoas podem aceder para optar pelo público ou privado. Quem não puder descontar, verá a sua contribuição assegurada pelo Estado.

João Cotrim de Figueiredo frisou, no Fórum TSF, que as filas de espera no serviço público de saúde são "uma vergonha", já que existem para casos como operações às cataratas. Também salienta que estas listas de espera são superiores às que remontam a 2015 e fazem com que "o mais certo seja, mais ano, menos ano, o SNS vir a colapsar".

"I have a dream." No princípio, era o sonho de um ouvinte: uma aliança de direita, com a Iniciativa Liberal a assumir a pasta da Economia, o CDS a assumir o Ministério da Educação e... o Chega na Justiça. Foi quando o sonho se transformou em "pesadelo" para João Cotrim de Figueiredo, que o ouvia. "Era o que mais faltava [o Chega no Ministério da Justiça]", prontificou-se assim o líder político.

O presidente da Iniciativa Liberal garante que os serviços públicos não ficariam como hoje são se fosse colocado em marcha o programa eleitoral da Iniciativa Liberal. No entanto, questionado por uma ouvinte, o líder da IL assegura que isso não significa a sua erradicação. "Não sei onde viu isso no programa. Mas o SNS passa a sistema nacional de saúde, e melhora."

Já sobre a TAP, Cotrim Figueiredo admitiu deixar a companhia aérea falir no caso de não aparecer um comprador "num espaço de tempo que não seja considerado razoável".

Eleita em dia de aniversário, com 458 votos a favor, a conservadora maltesa Roberta Metsola é a sucessora de David Sassoli, bastando-lhe 309 votos para a obtenção da maioria. Os resultados foram apurados esta terça-feira de manhã, depois do escrutínio dos eurodeputados, numa eleição por voto secreto, em Estrasburgo, na sede do Parlamento Europeu. Metsola é apontada como favorita há várias semanas. A confirmação chegou agora, com o anúncio do presidente interino do Parlamento Europeu, o português Pedro Silva Pereira (PS).

Os partidos à esquerda do PS e à direita do PSD expuseram na segunda-feira as suas condições para convergências com as duas maiores forças políticas, num debate a nove, com BE, CDU e Livre a defenderem modelos e prioridades diferentes.

O secretário-geral do PS, António Costa, voltou a acusar o PSD de Rui Rio de querer que o SNS "deixe de ser tendencialmente gratuito", tendo sido acusado de volta, pelo líder do PSD, de estar a criar uma "narrativa".

Além disso, António Costa afirmou que em caso de derrota nas legislativas demite-se logo na noite eleitoral de secretário-geral do PS, enquanto Rui Rio recusou uma saída imediata se perder e admitiu manter-se na liderança do PSD.

Os partidos à direita e à esquerda divergiram sobre política fiscal e modelo de crescimento económico num debate a nove em que o secretário-geral do PS e primeiro-ministro se queixou de "ter levado pancada de todos".

Mais uma baixa no PCP. João Ferreira testou positivo à Covid-19, segundo fonte do partido. As ações de campanha serão, a partir de agora, asseguradas por João Oliveira. A agenda não vai ser alterada.

No futebol, o antigo jogador espanhol Francisco Gento, vencedor de seis Taças dos Clubes Campeões Europeus, morreu aos 88 anos, informou o Real Madrid. Paco Gento vestiu a camisola blanca durante 18 temporadas, entre 1953 e 1971, nas quais conquistou seis Taças dos Clubes Campeões da Europa e 12 campeonatos espanhóis - sendo o recordista de troféus nestas duas competições -, duas Taças do Rei e uma Taça Intercontinental.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de