O maior número de óbitos desde março. Mais 16 mortes e 3622 casos de Covid-19

Há menos sete pessoas internadas (860) por causa do coronavírus. Mais sete doentes estão nos cuidados intensivos (178).

Estão confirmadas 17.248 mortes devido à Covid-19 em Portugal, mais 16 do que no último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde 22 de março que não havia tantos mortos no país devido à doença.

O número de pessoas infetadas pela doença até agora é de 943.244, mais 3622 nas últimas 24 horas. Dos novos casos, 1606 foram detetados na região de Lisboa e Vale do Tejo, seguindo-se o Norte, com 1314.

CONSULTE AQUI O BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Nas últimas 24 horas, morreram dois homens, um na casa dos 40-49 anos e outro na casa dos 50-59 anos. Morreu ainda uma mulher no intervalo de idades entre os 60 e os 69 anos. Há ainda a assinalar cinco óbitos de pessoas com idades compreendidas entre os 70 e os 79 anos, e oito das pessoas que morreram tinham mais de 80 anos.

As 16 mortes das últimas 24 horas registaram-se nas regiões de Lisboa (nove), Norte (quatro) Algarve (duas) e Centro (uma).

Portugal tem agora 52.988 casos ativos (mais 841), tendo recuperado da infeção nas últimas 24 horas mais 2765 pessoas, o que aumenta para 873.008 o número de recuperados desde o início da pandemia.

O número de contactos em vigilância está nos 81.377, mais 1835 nas últimas 24 horas.

A região de Lisboa e Vale do Tejo contabiliza agora no total 369.161 casos de infeção e a região Norte, 365.899, refere a DGS.

No Centro registaram-se 218 novos casos (127.427 no total), no Alentejo há mais 71 casos (32.742 no total), no Algarve 335 novas infeções (total de 30.696), na Madeira 33 novos casos (10.342) e nos Açores mais 45, para um total de 6977.

Lisboa e Vale do Tejo é a região com mais óbitos (7362), seguindo-se o Norte (5386), o Centro (3036), o Alentejo (977), o Algarve (381), a Madeira (70) e os Açores (35).

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação disponibilizada no boletim da DGS.

A fatia maior de novos contágios situa-se em pessoas com idades entre os 20 e os 29 anos (919), seguindo-se a faixa 30-39 anos (649), 40 aos 49 (526), 10 aos 19 (533), até aos 9 anos (328), 50 aos 59 (300), 60 aos 69 (166), 70 aos 79 (103) e mais de 80 anos (98).

A taxa de incidência nacional de infeções pelo SARS-CoV-2 por cem mil habitantes nos últimos 14 dias estava na quarta-feira em 409 e a do continente em 421,3.

Quanto ao Rt - que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de uma pessoa com o vírus - está em 1,09 no continente e a nível nacional.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 4.128.543 mortos em todo o mundo, entre mais de 191,9 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de