CTT e freguesias reforçam parceria na prestação de serviços postais

Juntas de Freguesia que recebiam até agora dos CTT entre 70 e 80 euros vão passar a receber entre 700 e 800 euros.

As Juntas de Freguesia que recebiam até agora dos CTT entre 70 e 80 euros vão passar a receber entre 700 e 800 euros. Isto acontece devido ao reforço, a partir desta quarta-feira, da parceria que já existe desde 2003 entre as instituições com novas condições no âmbito da prestação de serviços postais em juntas com postos de correios.

"No essencial, este protocolo muda completamente as juntas de freguesia no que toca à sua autonomia financeira em relação aos postos dos correios. O que se estava a verificar é que havia - e ainda há - postos de correios com protocolos assinados com os CTT só para servirem as populações por 70, 80 ou 90 euros, dependia das comissões. Neste momento, esses postos dos CTT poderão auferir um valor entre os 700 e 800 euros, mensalmente", explicou à TSF Jorge Veloso, presidente da Associação Nacional de Freguesias.

Com estas novas condições, as Juntas de Freguesia passam a ter uma maior e melhor oferta de serviços para as populações, verificando-se também um reforço de competências técnicas entre os colaboradores.

"Há freguesias que tinham um atendimento de duas ou três horas, agora poderão ter sete. Muda muito, basta ter uma funcionária a tempo inteiro para mudar muito aquilo que neste momento se passa. São muitos os cidadãos que vão aos postos dos CTT receber a sua reforma. Há bons exemplos que dão apoio logo direto com alimentos, medicamentos e idas ao centro de saúde. Um exemplo de solidariedade", acrescentou Jorge Veloso.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de