"Dão-se ao luxo de despedir." Enfermeiros do IPO protestam contra falta de valorização na carreira

Em declarações à TSF, Fátima Monteiro, dirigente do Sindicato dos Enfermeiros do Norte, revela que os enfermeiros que estão a ser admitidos no IPO do Porto estão com vínculo precário.

Os enfermeiros do Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto manifestaram-se, na manhã desta terça-feira, para protestar contra as condições de contratação e a falta de valorização da carreira.

Em declarações à TSF, Fátima Monteiro, dirigente do Sindicato dos Enfermeiros do Norte, acrescenta ainda outros problemas como o não-pagamento de horas extraordinárias e o despedimento de profissionais.

"Está em causa a admissão insuficiente de enfermeiros e, mesmo assim, aqueles que são admitidos é com vínculo precário", explica a sindicalista.

A dirigente acrescenta que também é "lamentável que, mesmo dentro de cidade, ter de recorrer constantemente a trabalho extraordinário, onde muito não é pago, a instituição dá-se ao luxo de despedir enfermeiros".

"Outro problema muito sentido pelos enfermeiros que trabalham nesta instituição é que o IPO do Porto ainda não fez o descongelamento do biénio 2019-2021 e ainda não lhes pagou aquilo a que têm direito desde 2020", conclui.

As reivindicações levaram o sindicato a pedir uma reunião com a tutela "há cerca de um mês", mas, até agora, o Sindicato ainda não recebeu resposta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de