"Deixarei na janela cravos vermelhos." A mensagem de Chico Buarque no 25 de Abril

Músico e escritor brasileiro devia estar em Lisboa a receber o Prémio Camões.

O 25 de Abril este ano não teve a tradicional descida da Avenida da Liberdade, em Lisboa, ou ações na rua noutras cidades, mas ficará marcado por um apelo da Associação 25 de Abril para que os portugueses fossem à janela, às 15h00, cantar "Grândola, Vila Morena". Quem também cantou a senha da revolução foi Chico Buarque.

O músico e escritor brasileiro devia estar em Lisboa a receber o Prémio Camões, mas teve de ficar do outro lado do atlântico e colocou um vídeo na internet.

"Este ano pretendia estar na festa porque os organizadores da entrega do Prémio Camões deram-me a honra de marcar a cerimónia para esta data. Infelizmente não estou aí, não haverá entrega de prémios nem descerei com vocês a Avenida, mas esta tarde deixarei na janela cravos vermelhos e cantarei, em alto e bom som, "Grândola, Vila Morena", de Zeca Afonso", explicou Chico Buarque num vídeo publicado nas redes sociais.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de