Demissões no Santa Maria, aumentos na função pública e outros destaques TSF

Conselho de Administração do hospital garante ter "total abertura e empenho na melhoria das questões identificadas" pelos médicos.

Dez chefes da equipa de urgência da cirurgia geral do hospital de Santa Maria assinam, esta quarta-feira, uma carta a apresentar a demissão devido ao "agravamento" das condições de trabalho. O Conselho de Administração nega que os médicos tenham se tenham demitido e dá conta de que quer negociar.

O Governo confirmou esta quarta-feira a proposta de atualização salarial de 0,9% para a função pública em 2022.

Os credores da Dielmar decidiram, por unanimidade, aceitar uma proposta de encerramento definitivo da empresa. Os 244 trabalhadores ficam assim desempregados, mas há uma proposta em cima da mesa para adquirir a marca e garantir o emprego de pelo menos duas centenas destes.

O líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, respondeu esta tarde ao apelo de Nuno Melo para a realização de um Conselho Nacional extraordinário e de um congresso eletivo "ainda antes do congresso do PSD". Em entrevista à TSF, Rodrigues dos Santos acusa o adversário político de estar "em negação".

O juiz Carlos Alexandre decidiu aplicar a medida de prisão preventiva a dois dos 11 arguidos detidos no âmbito da Operação Miríade. Ao início da tarde, em Berlim, o primeiro-ministro revelou que não informou o Presidente da República das investigações porque o próprio "também não sabia".

A revogação do Cartão do Adepto vai seguir para a fase de especialidade e os deputados têm pouco mais de três semanas para chegar a um consenso, antes da dissolução do Parlamento. O projeto de lei da Iniciativa Liberal foi aprovado, com a abstenção de PSD e PS.

O vice-almirante Henrique Gouveia e Melo critica o processo de vacinação simultâneo contra a Covid-19 e a gripe sazonal, referindo a "ideia peregrina" de fazer a vacinação contra a Covid como se fosse a da gripe "parece estar de volta em muitas atitudes".

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, afirma que, apesar do aumento de infeções com o coronavírus, o seu impacto tem sido moderado e Portugal está numa situação confortável no que toca ao risco de doença grave.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de