Depressão Bárbara já passou, mas chuva veio para ficar

IPMA prevê chuva, trovoada, vento forte e descida das temperaturas até ao fim da semana.

A depressão Bárbara atravessou o continente português durante a tarde de terça-feira, deixando no seu rasto estragos em vários distritos, mas a chuva e vento fortes vão continuar nos próximos dias.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para esta quarta-feira aguaceiros em todo o território nacional, podendo ser por vezes fortes nas regiões Norte e Centro e ocasionalmente acompanhados de trovoada.

O vento será forte nas terras altas, em especial do Norte e Centro, por vezes com rajadas até 85 km/h.

As temperaturas mínimas já desceram esta noite e é esperada uma descida progressiva nos próximos dias.

Apesar de a chuva se manter em todo o país, o IPMA não tem neste momento avisos meteorólogos ativos. Isto depois de oito distritos do continente terem estado sob aviso vermelho esta terça-feira devido à passagem da depressão Bárbara.

A Proteção Civil contabilizou 1.016 ocorrências em Portugal continental entre as 00h00 e as 23h47 de terça-feira, provocadas pela passagem da depressão Bárbara, sobretudo inundações e quedas de árvores.

O distrito de Faro foi o mais afetado pela tempestade, com 238 ocorrências, seguido de Setúbal com 155 ocorrências contabilizadas, Lisboa (154) e Portalegre (107).

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de