Depressão Gaetan atinge todo o continente com chuva forte e vento até 100 km/h

O "período mais crítico" da tempestade vai começar ao final do dia.

Começam a fazer-se sentir esta terça-feira os efeitos da depressão Gaetan, que traz chuva, vento forte, agitação marítima e trovoadas a todos os distritos do continente até quarta-feira.

Em declarações à TSF, a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) Patrícia Gomes explica que "o período mais crítico irá começar no final do dia de hoje e até ao final da manhã de quarta-feira", altura em que "a precipitação será mais intensa e o vento soprará com mais intensidade".

Os 18 distritos de Portugal continental vão estar esta terça-feira sob aviso amarelo devido à previsão de chuva forte que pode ser acompanhados de trovoada, informou o IPMA

No Porto, Viana do Castelo, Leiria, Aveiro, Coimbra e Braga está também em vigor um aviso laranja devido à previsão de vento forte, com com rajadas até 95 km/h no litoral e até 100 km/h nas terras altas.

Devido ao vento, está previsto um aumento da agitação marítima na costa ocidental, com ondas de quatro a cinco metros.

Associada à depressão Gaetan há um sistema frontal, por isso, na noite de terça para quarta-feira espera-se uma subida significativa das temperaturas mínimas entre 6 e 9 graus Celsius, dependendo das regiões.

Esta terça-feira temperaturas mínimas vão oscilar entre os -3 graus Celsius (em Bragança) e os 9 (em Sines) e as máximas entre os 6 (na Guarda) e os 16 (em Faro, Setúbal e Santarém).

No entanto, já esta quarta-feira as temperaturas negativas desaparecem do mapa. As mínimas vão oscilar entre os 3 graus Celsius (na Guarda) e os 13 (em Sines e Sangres) e as máximas entre os 8 (em Bragrança e Guarda) e os 18 (em Faro e Santarém).

A previsão do IPMA aponta ainda para neblina ou nevoeiro matinal, que em alguns locais do interior pode ser nevoeiro gelado, formação de geada, em especial no interior.

Outra tempestade formada no Atlântico Norte, a depressão Christoph, vai afetar o Reino Unido esta terça-feira. O IPMA prevê que as duas depressões se possam fundir na quarta-feira, no Golfo da Biscaia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de