Resgatados os dois trabalhadores que ficaram soterrados em Belém

O alerta foi dado por volta das 16h00. Os dois trabalhadores estavam feridos, mas conscientes no momento em que foram resgatados.

O desabamento de um prédio, esta terça-feira, na Rua da Fábrica Carp, em Belém, Lisboa, que deixou soterrados dois trabalhadores de uma obra, entretanto resgatados e transportados para o hospital, mobiliza 24 bombeiros e seis viaturas dos Sapadores de Lisboa.

A TSF apurou que o Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa recebeu a indicação de que há duas pessoas soterradas. Pelo menos foi essa a informação inicial passada aos bombeiros pelo dono da obra que se realizava no local.

O desabamento aconteceu numa altura em que se procediam a trabalhos de demolição do edifício que acabaria por ceder e um dos trabalhadores soterrados, com cerca de 40 anos, estaria dentro de uma máquina, estando "consciente" quando foi resgatado e levado para o hospital.

Antes, em declarações aos jornalistas no local, o comandante dos Sapadores, Tiago Lopes, esclareceu que o primeiro dos trabalhadores, de 66 anos, já tinha sido retirado dos destroços com ferimentos ligeiros e também consciente, mas mesmo assim, por precaução, foi levado para o hospital São Francisco Xavier para ser avaliado.

O comandante do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa explicou que os dois trabalhadores feridos estavam a fazer obras de construção civil e "houve uma parte superior que ruiu em cima da máquina do operador".

Tiago Lopes realçou o "excelente trabalho" da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) e do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), nomeadamente na estabilização da vítima que ficou parcialmente soterrada no entulho da parte do edifício que ruiu.

Ainda sem informação sobre as causas do desabamento, os bombeiros vão vedar o local para que seja feita uma avaliação técnica quanto ao risco do edifício.

O site da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil descrevia inicialmente o acidente como um "desabamento de estruturas edificadas". O alarme foi dado por volta das 16h00.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de