DGS já apresentou plano para o outono e o inverno

A DGS antecipa que nesta época do ano se dê um aumento da incidência de Covid-19 e da gripe sazonal, bem como de infeções respiratórias em geral, e reforçará, numa "Task-force" articulada com o Executivo, a resposta aos utentes não-Covid.

A Direção-Geral da Saúde já tornou público o documento que sistematiza o plano de intervenção para controlar a pandemia de Covid-19 durante a temporada do outono e do inverno.

Como a DGS antecipa que nesta época do ano se dê um aumento da incidência de Covid-19 e da gripe sazonal, bem como de infeções respiratórias em geral, a estratégia passa por uma "implementação em cascata, através da intervenção estruturada e articulada a nível regional - Administrações Regionais de Saúde e respetivos Departamentos de Saúde Pública - e local - Agrupamentos de Centros de Saúde, Unidades Locais de Saúde e respetivas Unidades de Saúde Pública e Unidades Hospitalares", detalha a autoridade de saúde no documento.

A DGS também admite que os próximos meses trarão uma pressão acrescida para o Serviço Nacional de Saúde. Por isso, para responder aos cuidados de saúde não-Covid, será "criada uma Task-force na dependência do Ministério da Saúde" com "aposta na resposta maximizada nos cuidados de saúde primários, com atendimento presencial, não-presencial e domiciliário, bem como respostas de proximidade, incluindo dispensa de medicamentos".

Quanto ao circuito Covid, está previsto um "reforço da resposta em saúde pública, especialmente em situações de surtos", com adaptação das atuais áreas dedicadas à Covid-19 em "áreas dedicadas aos doentes respiratórios" e dos circuitos de internamento hospitalar para diferentes fases da resposta.

LEIA AQUI O PLANO DA DGS PARA O OUTONO E INVERNO, NA ÍNTEGRA

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de