DGS recomenda vacinação de crianças, Ómicron cresce em Portugal e outros destaques TSF

As crianças com doenças consideradas de risco para a Covid-19 vão ter prioridade, mas a recomendação é para todas.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) recomendou esta terça-feira a vacinação contra a Covid-19 para todas as crianças das crianças entre os cinco e os 11 anos. A DGS explica que as crianças com doenças consideradas de risco para a Covid-19 vão ter prioridade.

Ainda na Covid-19, o número de casos detetados da variante Ómicron em Portugal subiu para 37, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA). São mais três relativamente ao divulgado no relatório conjunto do INSA e da Direção-Geral da Saúde "Linhas Vermelhas", na sexta-feira.

As eleições legislativas aproximam-se e as primeiras decisões vão sendo tomadas. A direção do PSD chumbou uma possível coligação pré-eleitoral com o CDS-PP. A coligação incluía o PPM, mas teve apenas três votos a favor.

Também no PSD já foram definidos alguns dos nomes que vão a eleições no dia 30 de janeiro. Baptista Leite é o cabeça de lista por Lisboa, enquanto Sofia Matos lidera a lista no Porto. Rui Rio vai ser o número dois no Porto.

No CDS-PP, dois membros do Conselho de Jurisdição demitiram-se. João Monge Gouveia e Otília Gomes saem na sequência do pedido de impugnação da reunião do Conselho Nacional apresentado por Nuno Melo.

Os artesãos que confecionam os capotes alentejanos têm recebido cartas registadas, nas quais alguém reclama os direitos exclusivos à imagem dos capotes e samarras. A Direção Regional de Cultura do Alentejo a intervir pediu a anulação do registo.

Um homem foi abatido a tiro no Pinhal Novo, em Setúbal, depois de alegadamente ter disparado contra militares da GNR. A operação policial durou quase três horas.

O presidente da secção sul da Ordem dos Médicos, Alexandre Valentim Loureiro, acusou os hospitais de reservar espaços vazios para doentes com Covid-19, quando esses deveriam servir os pacientes com outras patologias.

Em Paris, foi detido um membro do grupo acusado de ter matado o jornalista Jamal Khashoggi. Khalid Alotaibi, de 33 anos, foi detido por agentes de segurança quando se preparava para viajar para a Riade, na Arábia Saudita. O jornalista foi assassinado em outubro de 2018 em Istambul, na Turquia.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen avisou para a possibilidade de agravar "sanções" impostas à Rússia, o caso de "qualquer agressão" à Ucrânia, ou de "violações do direito internacional".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de