DGS reduz período de isolamento, novo máximo de casos diários e outros destaques TSF

Graça Freitas revelou na TSF que o período de isolamento pode ter nova alteração em breve e faz depender "dos dados que forem libertados" uma possível decisão sobre testar, rastrear e isolar apenas os mais vulneráveis à doença.

A pandemia de Covid-19 foi um dos principais temas que marcou esta quinta-feira. A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, admitiu que a diminuição do período de isolamento para assintomáticos pode ser um primeiro passo para uma mudança de abordagem à pandemia, mas são precisos mais estudos. Em declarações à TSF, Graça Freitas revelou que o período de isolamento pode ter nova alteração em breve e faz depender "dos dados que forem libertados" uma possível decisão, já a 5 de janeiro, sobre testar, rastrear e isolar apenas os mais vulneráveis à doença.

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 16 mortes associadas à Covid-19 e 28.659 casos diários. O número de internamentos nas enfermarias portuguesas disparou para 1034, mais 63 desde quarta-feira e há menos sete doentes nas unidades de Cuidados Intensivos portuguesas.

O fim do ano é já amanhã e, por isso, a PSP não descarta a hipótese de condicionar o acesso das pessoas a zonas que são focos de preocupação para as autoridades, como o Bairro Alto ou o Cais do Sodré. O objetivo é garantir que, durante a passagem de ano, são cumpridas as normas adotadas pelo Governo para conter o aumento das infeções por Covid-19.

João Rendeiro continua detido na África do Sul. O prazo para Portugal submeter a documentação para a formalização do pedido de extradição do antigo presidente do BPP foi prorrogado para o máximo de 40 dias, expirando agora a 20 de janeiro.

Por cá, Jerónimo de Sousa revelou que o PCP se mostrou disponível para rever o valor do salário mínimo nacional proposto na negociação com o Governo para aprovar o Orçamento do Estado. Em entrevista à CNN Portugal, o secretário-geral comunista insistiu que foi o Executivo de António Costa que "optou" pelo chumbo.

Em São Tomé, as chuvas fortes e inundações não dão descanso. Foi decretado o estado de calamidade na ilha durante 15 dias. À TSF, João Carlos Silva, cara conhecida do programa de culinária na Roça com os Tachos e uma referência da cultura de São Tomé, já não vai poder inaugurar esta sexta-feira o novo restaurante na capital da ilha. As fortes chuvadas que deixaram um rasto de devastação, sobretudo a norte, destruíram parte do interior do espaço que tinha abertura marcada para o último dia do ano.

E se as fronteiras fossem definidas por memórias? Na Trafaria, está a ser construído um mapa "afetivo", a partir das memórias que a população guarda de cada lugar. Uma autêntica cartografia de testemunhos intergeracionais. Ouça a reportagem da TSF.

Segundo um comunicado do Ministério das Finanças, o Governo injetou 536 milhões de euros na TAP S.A., através de um aumento de capital, admitindo que ao longo de 2022 poderão ser "feitas novas injeções de capital" na companhia. Além disso, foram "convertidos em capital os 1.200 milhões de euros de empréstimo à TAP concedido em 2020 relacionados com a despesa de emergência de 2020".

Por fim, o 2021 do desporto. Deste ano guardaremos sempre a distância que separa uma multidão em festa, numa noite de maio em Lisboa, e um estádio vazio, lá do outro lado do mundo, em Tóquio. Os Jogos Olímpicos da pandemia, que foram também os melhores de sempre para Portugal. O Sporting voltou às ruas 19 anos depois. Ouça a revista do ano desportivo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de