"Diversão vai ser ainda melhor." Discotecas Tokyo e Jamaica reabrem em novo espaço

Esta noite marca o retomar de uma história com 50 anos. Agora, os dois clubes estão num novo espaço com "mais área" e que "tem tudo" o que não tinham antes.

As portas das duas casas mais míticas da noite lisboeta, o Tokyo e o Jamaica, reabrem esta noite. É o retomar de uma história com 50 anos na chamada Rua Cor de Rosa, interrompida há dois anos e meio por causa da pressão imobiliária em Lisboa. Mudaram-se agora para o Cais do Gás, no Cais do Sodré, mesmo ao lado terminal fluvial. Em declarações à TSF, Fernando Pereira, arquiteto e sócio de ambos os clubes, espera um grande regresso dos dois espaços.

"A expectativa é ter uma grande reabertura. Acho que está toda a gente com vontade de vir matar saudades no Jamaica e no Tokyo. Com os espaços que têm todas as condições a diversão ainda vai ser melhor", garante.

As duas discotecas apresentam várias novidades relativamente aos antigos locais. Desde logo, a nível de espaço, visto que "tem mais área", o que permitiu "ter tudo" o que não tinham anteriormente: "Copas e bengaleiros em condições, armazéns ao lado do bar, área técnica para tanques de cerveja mesmo por cima do balcão, camarins, cacifos para os músicos guardarem os instrumentos, um palco em condições."

Fernando Pereira destaca ainda a iluminação e o som, que "é provavelmente o melhor som da cidade de Lisboa".

Um dos aspetos que foi tido em conta nestes novos espaços, que foram construídos de raiz, foi a preocupação com a sustentabilidade e com o ambiente, nomeadamente no que toca à qualidade do ar e à certificação energética.

"Acrescentámos a iluminação com leds, temos sistemas para poupar água, painéis solares. Houve, em toda a linha, a preocupação com a sustentabilidade e a natureza", afirma.

Com as portas abertas, a agenda de espetáculos já está a ser pensada. Fernando Pereira revela o que está previsto para os próximos tempos: "No Tokyo vamos continuar com bandas residentes, mas vamos introduzir alguns projetos novos que no espaço antigo nunca iriam tocar. Para o Jamaica estão previstos alguns projetos, como no dia 20 de outubro em que temos um evento de reggae que vai juntar" os dois clubes.

Os dois espaços assumiram ainda o compromisso de plástico zero. O consumo das bebidas será feito em copos reutilizáveis que, ainda assim, não poderão sair dos espaços. Além disso, as palhinhas serão de junco. E se está a pensar levar dinheiro para efetuar pagamentos, é melhor pensar duas vezes. Vai estar disponível nas lojas da Google e da Apple uma aplicação para a compra de bilhetes para garantir uma entrada sem demoras, assegurando também o pagamento dentro dos espaços. Por ser noite de estreia, a entrada nesta quinta-feira será gratuita.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de