Dois casos de Covid-19 no grupo de migrantes que desembarcou na Ilha Deserta

Os infetados estão em isolamento, a aguardar as medidas de coação.

As autoridades confirmam que dois dos 28 migrantes que chegaram esta terça-feira ao Algarve estão infetados com o novo coronavírus. O grupo desembarcou na Ilha Deserta, em Faro.

A diretora do serviço de estrangeiros e fronteiras, Cristina Gatões, garante que os migrantes estão em isolamento. Cabe ao tribunal definir de que forma vão ser ouvidos esta quinta-feira.

"Estão separados e estamos a cumprir as orientações das autoridades de saúde. Já demos conta ao tribunal da existência dois infetados. Durante o dia de amanhã serão presentes a tribunal ou, pelo menos, os juízes vão definir as medidas de coação aplicadas a estes cidadãos", assegura.

O grupo de migrantes desembarcou na Ilha Deserta, tentando fugir de seguida. As autoridades capturaram, pouco depois, os 28 elementos.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras informou que o grupo chegou ao Algarve numa frágil embarcação com "24 adultos do sexo masculino, três do sexo feminino, uma das quais grávida, e um menor".

Este foi o sexto de desembarque ilegal na costa algarvia envolvendo migrantes do ​​​​​​​Norte de África.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de