Dois militares da GNR de Santa Maria da Feira detidos por corrupção

PJ refere que a investigação partiu de participação da GNR.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve dois militares da GNR do comando territorial de Aveiro suspeitos da prática dos crimes de corrupção, peculato e recebimento indevido de vantagem, informou esta terça-feira aquele órgão de polícia criminal.

Em comunicado, a PJ refere que a investigação, realizada no âmbito de um inquérito a correr termos no Departamento de Investigação e Ação Penal Regional do Porto, partiu de participação da GNR, entidade que "prestou permanente colaboração nas diligências desenvolvidas".

"No âmbito da operação, que decorreu no distrito de Aveiro, foram levadas a cabo diversas buscas domiciliárias e não domiciliárias", refere a mesma nota.

A GNR emitiu, entretanto, uma nota de esclarecimento onde confirma a realização de buscas feitas esta manhã pela PJ nas instalações do Posto Territorial de Lourosa e do Posto Territorial de Canedo, no concelho de Santa Maria da Feira, que culminaram na detenção de dois militares da Guarda.

"Ressalva-se que este processo teve origem na própria Guarda, tendo as diligências processuais levadas a cabo pela Polícia Judiciária sido desenvolvidas em estreita articulação com a GNR", refere a mesma nota.

A Guarda adianta ainda que irá proceder ao levantamento do respetivo procedimento disciplinar inerente a este tipo de situações e reafirma o seu compromisso de "tolerância zero" a todas as formas de crimes, pautando a sua atuação diária pela "primazia da segurança e da salvaguarda de todo e qualquer cidadão".

Ainda segundo a PJ, os militares detidos, a exercer funções no concelho de Santa Maria da Feira, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de