Duas pessoas e uma empresa acusadas de tráfico de pessoas em Coimbra

Os acusados também vão responder por crimes de auxílio de imigração ilegal.

Duas pessoas e uma empresa foram acusadas de dois crimes de tráfico de pessoas e 10 crimes de auxílio de imigração ilegal, anunciou esta quarta-feira a Procuradoria-Geral Regional de Coimbra.

Numa informação disponibilizada no seu site, a Procuradoria refere que o Ministério Público do Departamento de Investigação e Ação Penal de Coimbra "deduziu acusação contra três arguidos, um dos quais uma pessoa coletiva, pela prática de dois crimes de tráfico de pessoas".

"Em causa estão factos ocorridos em 2019/2020, consubstanciados na exploração de trabalhadores de construção civil, com restrição da liberdade de gestão da sua vida quotidiana e rendimentos, aproveitando a situação de especial vulnerabilidade das vítimas", adianta.

Segundo a mesma fonte, "aos arguidos foi também imputada a prática de 10 crimes de auxílio à imigração ilegal, num contexto de utilização de atividade de cidadãos estrangeiros em situação ilegal, sendo requerida a perda de vantagens". Relativamente às vítimas, "foi requerido o arbitramento oficioso de indemnização".

Fonte da Procuradoria-Geral da República adiantou à Lusa que "os factos ocorreram em Coimbra".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de