"É absolutamente alarmista responsabilizar" Aldeias Seguras

O ministro da Administração Interna mostrou-se indignado em relação às críticas feitas à Proteção Civil sobre os kits distribuídos às populações.

"É absolutamente irresponsável e alarmista responsabilizar um programa que envolve 1600 aldeias e autarcas por todo o país. Para que saiba quais são os abrigos, quais são os comportamentos de risco..." Estas foram as palavras de Eduardo Cabrita, ouvidas na TVI24 e entrecortadas pelas perguntas dos jornalistas, para responder à onda de críticas à Proteção Civil.

Esta manhã o Jornal de Notícias avançou que, a propósito do programa Aldeias Seguras, a Proteção Civil distribuiu mais de 70 mil kits contra incêndios compostos por golas "antifumo" e coletes refletores feitos com materiais inflamáveis.

"[O senhor jornalista] tem material inflamável consigo. Vamos ser responsáveis, vamos ter um sentido de responsabilidade, e a autoridade da Proteção Civil tratará de dar os esclarecimentos sobre matérias que são da sua competência", replicou Eduardo Cabrita sobre a composição das golas fornecidas às populações.

Eduardo Cabrita recusou-se a responder sobre o objetivo da distribuição destas golas com material inflamável, bem como o que as populações devem fazer com elas, remetendo para o esclarecimento já feito pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

O ministro falava em Mafra, após a celebração do contrato de cooperação Interadministrativo com o município de Mafra para a construção dos Postos Territoriais da GNR do Livramento e Malveira.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados