É dia de luto nacional. O adeus a Agustina Bessa-Luís

O Governo decretou um dia de luto nacional, em homenagem a Agustina Bessa-Luís, escritora para com quem o país é devedor, pela "longa e incondicional dedicação à criação literária e o exemplar contributo para o prestígio cultural de Portugal".

Esta terça-feira é dia de luto nacional por Agustina Bessa-Luís. A escritora morreu esta segunda-feira, aos 96 anos. Encontrava-se em sua casa, no Porto, e terá sido vítima de doença prolongada.

As cerimónias fúnebres tiveram início esta manhã, num dia de chuva na cidade do Porto, como se também os céus chorassem a morte da escritora.

A partir das 10h30, as portas da Sé Catedral do Porto abriram-se para que o público pudesse juntar-se às cerimónias e prestar uma última homenagem a Agustina Bessa-Luís.

O corpo deverá permanecer em câmara ardente na Sé Catedral até às 16h00, quando segue para o cemitério do Peso da Régua, em Vila Real.

As exéquias solenes serão presididas pelo bispo do Porto, Manuel Linda.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados