Emídio Gomes eleito reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

O novo reitor vai ocupar o cargo durante os próximos quatro anos.

Emídio Gomes foi eleito esta segunda-feira como o novo reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), substituindo, assim, António Fontainhas Fernandes, que ocupou o cargo entre 2013 e 2021.

Após a audição pública dos candidatos Cristiane Derani, Vasco Amorim e Emídio Gomes, os 25 membros do Conselho Geral da UTAD pronunciaram-se, através de voto secreto digital e elegeram Emídio Gomes para o mandato 2021-2025.

Numa nota enviada à TSF, Emídio Gomes tem como visão tornar a "UTAD uma referência das novas Sociedades do Conhecimento, inclusiva e integradora, por todos reconhecida pela qualidade da sua oferta de ensino, da investigação e pela abertura ao mundo, à comunidade e às empresas. Uma Universidade exigente, competitiva e protagonista".

Emídio Ferreira dos Santos Gomes é natural de Massarelos, no Porto. É licenciado em Engenharia Zootécnica pela UTAD, mestre em Ciências Biomédicas pela Universidade do Porto e doutorado em Ciências Biomédicas, especialidade de Nutrição, pela Universidade do Porto.

Exerce funções de vice-reitor da UTAD para a Área de Investigação e Inovação, desde 2017. Anteriormente, foi presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, pró-reitor da Universidade do Porto para a Inovação e Relações Empresariais, Presidente da Agência Nacional de Inovação e Administrador Executivo da Área Metropolitana do Porto.

Emídio Gomes quer reforçar o projeto do ecocampus na UTAD, que considerou um "ativo único desta universidade", mas quer "também olhar um pouco para dentro", para conseguir, a prazo, "laboratórios e salas de aula de topo e renovadas".

Nestes anos "difíceis e de recursos escassos", referiu que houve a "oportunidade de requalificar o ecocampus, de melhorar a eficiência energética dos edifícios", e que, agora, vai-se "olhar para dentro dos edifícios, onde já houve também melhorias significativas e privilegiar os espaços de ensino e de investigação".

A próxima "grande obra", adiantou, é o "novo espaço estudante", que ficará no ponto mais histórico do campus, e "que vai ser todo ele entregue aos estudantes".

Emídio Gomes quer uma universidade mais próxima da região onde está inserida e das comunidades intermunicipais e anunciou a criação de "residências da UTAD no território".

No âmbito deste projeto, por exemplo, o curso de enologia poder-se-á instalar por uns dias no Museu do Vinho, em São João da Pesqueira, reforçando a ligação da academia ao território.

Considerou ainda a investigação como "um dos pontos decisivos". "Uma universidade hoje é reconhecida pelo conhecimento que produz e é o reconhecimento desse conhecimento que nos faz a prazo atrair mais e melhores alunos", salientou.

O novo reitor deverá tomar posse em meados de maio. O presidente do Conselho Geral, Miguel Poiares Maduro, disse que o Emídio Gomes obteve uma "votação muito expressiva".

"É um sinal de exigência e também de que tem um mandato claro para prosseguir aquilo que é a estratégia que apresentou no seu programa de ação e que foi tão claramente sufragada pelo Conselho Geral", salientou.

O antigo ministro deixou também uma palavra de agradecimento ao reitor cessante pelo trabalho desempenhado à frente da academia transmontana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de