EN225 é um risco. Petição e projetos de resolução defendem obras urgentes na via

A Assembleia da República debate esta quarta-feira uma petição e cinco projetos de resolução que exigem ao Governo a requalificação da Estrada Nacional 225 que faz a ligação entre Castro Daire e Arouca, pelo vale do rio Paiva.

A via, com mais de 30 quilómetros, apresenta vários problemas, do piso aos taludes que volta e meia caiem, causando um autêntico perigo para quem circula na estrada. A reportagem da TSF fez-se à estrada e constatou as dificuldades que os automobilistas sentem no dia-a-dia, mas também os bombeiros nas operações de socorro às populações.

"O facto de termos uma estrada nestas tão péssimas condições faz com que o tempo que demoramos a chegar a uma ocorrência é muito superior aquilo que seria desejável, também por força por exemplo das condições climatéricas que se façam sentir", refere Fernando Albuquerque, segundo comandante dos Bombeiros de Castro Daire, explicando que no caso das "vítimas de trauma, acidentes de viação ou quedas, o transporte que tem ser feito de forma a que [os doentes] possam ir o mais estabilizados possível".

"Tem que ser feito a 5 ou 10 quilómetros hora. Já tivemos situações na aldeia de Parada de Ester, com uma vítima politraumatizada, que até chegar ao Hospital de Viseu demoramos sensivelmente três horas", detalha.

Para melhorar o socorro há que fazer obras na via, defendem os bombeiros que por causa do mau estado do pavimento e das constantes derrocadas têm também mais gastos na hora de por uma ambulância a circular na estrada.

"Um carro aqui resiste pouco tempo. São prejuízos de milhares de euros porque variadíssimas acontece vezes nós termos de trocar a viatura. Veio a viatura e entretanto porque bateu num buraco lá foi o amortecedor, porque isto e por aquilo. São milhares de euros que temos de prejuízos com esta estrada e a gente tem que fazer o socorro, não se pode negar, todas as pessoas merecem um socorro condigno. Isto é uma coisa que nos aflige muito", afirma João Cândido, presidente da corporação castrense.

Os empresários também se queixam do mesmo e falam num verdadeiro "degredo". Ricardo Freitas, proprietário de uma empresa de transporte de mercadorias e de pessoas, conta à TSF que tem carros que têm que mudar os pneus após 8, 9 mil quilómetros.

"Quando vamos fazer revisões ficam admirados por verem todo destruído. Durante todo o ano é isto: pedras a cair, a gente se não tem cuidado já me rebentaram pneus com pedras que caírem nas curvas e a gente já não tem hipóteses. É mais um pneu, é mais uma jante, é terrível. Não se aguenta trabalhar assim", diz em jeito de lamento.

Ana Afonso, uma habitante do concelho, partilha as críticas. Considera que a via que está para ser requalificada há mais de 15 anos, "está em péssimo estado", acrescentando que por causa do mau tempo do final de 2019 tudo piorou.

"Cada vez tem vindo a piorar mais e agora com a última tempestade tem sido um caos. Há muito tempo que é vergonhoso", defende.

Já o presidente da Câmara de Castro Daire, Paulo Almeida, lamenta que o piso esteja "completamente degrado, todo fissurado", colocando a olho nu os "abatimentos de estrada".

"Temos zonas em que de metro, ou de cinco ou dez metros há uma barreira nova [a cair]. Limpa-se hoje e amanhã já há uma barreira nova. Espero que não tenha que existir uma desgraça para que a intervenção nesta estrada seja realizada", argumenta.

Para defender uma requalificação urgente na via, município castrense levou a cabo uma petição que vai a debate esta quarta-feira no parlamento e que foi subscrita por cerca de 4700 pessoas. A este abaixo-assinado juntam-se cinco projetos de resolução, apresentados pelo Bloco de Esquerda, CDS, Verdes, PCP e PSD, que defendem obras na nacional 225 e que também vão hoje a debate.

"Todos os projetos de resolução [recomendam ao Governo uma intervenção rápida nesta via] e aí não sei se lhe vou chamar mágoa, mas acho que o Partido Socialista também poderia e deveria ter apresentado um projeto de resolução", remata o autarca eleito pelo PSD.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de