"Entram cerca de 500 veículos por hora." Emigrantes regressam a Portugal apesar da pandemia

A Guarda Nacional Republicana recebeu os emigrantes na fronteira de Vilar Formoso.

Agosto é sinónimo de emigrantes em Portugal, e nem a pandemia alterou os planos de milhares de portugueses residentes no estrangeiro. Quinhentos carros de emigrantes entram por hora em Portugal pela fronteira de Vilar Formoso.

Os números são da Guarda Nacional Republicana que está na passagem entre Espanha e Portugal numa operação de Boas Vindas aos emigrantes que chegam de férias.

O coronel Cunha Rasteiro explica que apesar da Covid-19, o número de emigrantes a chegar a Portugal está igual ao ano passado. "Comparando com os anos anteriores, está tudo dentro da normalidade. No primeiro fim de semana de agosto, é normal entrarem 30 mil veículos. Pelas primeiras horas, podemos dizer que os números não vão fugir da normalidade, contrariando a expectativa. Estão a entrar cerca de 500 veículos por hora."

Em julho, o número de entradas caiu 50% relativamente ao período homólogo.

Ainda assim, é preciso ter em conta que os viajantes que se deslocam de avião são menos. O alerta é feito pela Associação de Apoio aos Emigrantes Cabo Magalhães. Luciana Gouveia nota que os emigrantes se sentem mais seguros no próprio veículo.

"Conseguimos observar várias tendências em França. Pessoas que preferiam vir de avião, este ano deslocam-se de carro. Sentem-se mais seguras dentro do veículo, é uma espécie de bolha de segurança", adianta.

Em Vilar Formoso esteve também a secretária de Estado das Comunidades Portuguesas. Berta Nunes admitiu que a presença dos emigrantes em Portugal, nos meses de verão, é "absolutamente essencial" para a dinamização económica do país.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de