Escolas de condução querem reabrir ao mesmo tempo que as outras escolas

A Associação Nacional dos Industriais do Ensino de Condução Automóvel afirma que há mais de 28 mil alunos à espera de fazer exame de condução e perto de 100 mil sem poder ter aulas.

As escolas de condução esperam estar entre os primeiros negócios a desconfinar. O presidente da Associação Nacional dos Industriais do Ensino de Condução Automóvel (ANIECA) revela à TSF que, nesta altura, há mais de 28 mil pessoas à espera de fazer o exame para conseguir a carta de condução e até 100 mil à espera das aulas.

Fernando Santos defende que as escolas de condução devem ser tratadas como qualquer outro estabelecimento de ensino.

"Pelo menos quando as escolas [de ensino] abrirem, estamos a contar também de abrir", diz.

O presidente da ANIECA alega que, até ao momento, nunca foi detetado um surto de Covid-19 numa escola de condução ou centro de exame - onde garante que as regras de segurança são seguidas à risca - e reclama que há milhares de alunos à espera da reabertura destes espaços.

"Entre 80 a 100 mil alunos encontram-se a tirar a carta de condução", avança Fernando Santos, detalhando que, destes, mais de 28 mil "tinham exames marcados e não os realizaram".

Uma espera que pode ser fatal para algumas escolas de condução.

"Há escolas de condução que não vão conseguir reabrir após a pandemia", lamenta.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de